Fernando Santos divulgou, ao início da tarde de hoje, os convocados de Portugal para os jogos com Qatar e Luxemburgo, do próximo mês de outubro. O técnico chamou o luso-brasileiro Matheus Nunes, do Sporting, pela primeira vez.

Motivos para chamada de Matheus Nunes: "Acho que já respondi a essa questão de forma inequívoca na última conferência. Eu disse que o Matheus Nunes estava a bater à porta. Desta vez a porta abriu, e ele entrou. Se convocámos o Matheus é porque entendemos, e como já tinha dito, é um jogador que acho que tem caraterísticas que podem complementar relativamente aos que costumamos ter como opção. Agora é vê-lo em contexto de seleção, ao nível de clube joga numa linha de três e com dois no corpo central, aqui jogamos numa realidade diferente."

Vencer o grupo do apuramento para o Mundial: "Temos três finais para disputar. Dependemos de nós e para chegarmos ao ultimo jogo [com a Sérvia] nessa qualidade temos de ganhar. Temos o Luxemburgo, depois a Irlanda. Hoje em dia não há jogos fáceis. No Luxemburgo tivemos um jogo muito difícil, estivemos até a perder, tivemos de trabalhar muito para dar a volta. Com a Irlanda também sabemos as dificuldades que tivemos."

Voltar a fazer mudanças frente ao Qatar: "Da outra vez foram muitos jogos. Aqui é diferente. Vamos ter algum tempo sem jogos. Mas temos sempre de ter atenção ao facto de termos jogadores com muitos jogos nas pernas. Para nós não há amigáveis, mas o mais importante é o jogo com o Luxemburgo. Queremos que todos os jogadores estejam bem, porque vai ser muito difícil. Quando jogarmos contra Catar, há um Luxemburgo-Sérvia. Caso Luxemburgo ganhe, podiam lutar por uma fase final do Mundial. O Luxemburgo é sempre uma equipa de qualidade. Vamos passar a conhecer alguns jogadores. Um deles acabou de marcar ao Real Madrid"

Pepe e Otávio lesionados: "A informação clínica que tenho é que Pepe vai estar disponível para os jogos em outubro. O Otávio não estará disponível para jogar no dia 9, nem no dia 12. Em relação aos outros tenho informação que estão disponíveis."

Voltar a apostar num 4-2-3-1 para potenciar Bruno Fernandes: "Mas jogo sempre em 4-3-3.  4-3-3, 4-2-3-1, 4-1-2-3... As outras equipas jogam com Portugal com um bloco muito baixo. As variáveis vêm com as dinâmicas de jogo. O jogo é que dita, por vezes, o que temos de fazer."

Poucas opções para defesa central: "Temos alguns lesionados, alguns a chegar agora das seleções jovens. Como aconteceu na última jornada, sinto que o Danilo é uma opção forte para a defesa. Optei por manter essa escolha, tal como na convocatória anterior."

Cristiano Ronaldo na seleção até aos 40 anos: "É preciso que estejamos cá os dois. Não tenho bola de cristal para fazer futurologia. Só ele pode responder a isso."

Apoio à seleção de futsal: "Quero dar uma força equipa nacional de futsal que hoje vai disputar as meias-finais do Mundial [com o Cazaquistão]."

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.