Terminou sem golos o primeiro jogo do Grupo H, do qual faz parte Portugal. Coreia do Sul e Uruguai bem tentaram, com a seleção sul-americana a enviar mesmo duas bolas aos ferros da baliza coreana, mas foram incapazes de desfazer o nulo.

A Coreia do Sul até esteve mais tempo o meio-campo contrário no primeiro tempo por cima, mas o Uruguai teve igualmente os seus momentos os primeiros 45 minutos, pertencendo-lhe mesmo a primeira real situação de golo.

Tudo sobre o Mundial2022: jogos, notícias, reportagens, curiosidades, fotos e vídeos

Giménez lançou Fede Valverde em velocidade e este rematou de esquerdo, mas por cima da trave. Logo a seguir, Darwin Nuñez e Luís Suárez também tiveram oportunidade para abrir o ativo.

A Coreia do Sul respondeu e Hwang Ui-Jo dispôs de uma grande oportunidade, na sequência de um cruzamento vindo da direita. Porém, rematou por cima da trave.

Mas o Uruguai era a equipa que perigo criava e em cima do intervalo, na sequência de um pontapé de canto, Godín saltou bem e cabeceou fortíssimo, mas viu a bola devolvida pela base do poste da baliza da Coreia.

No segundo tempo a seleção 'celeste' continuou a ser mais perigosa e Darwin ficou perto de abrir o ativo a meio do segundo tempo, mas a Coreia do Sul, de Paulo Bento, também ameaçou: Cho Cgue-Sung, aos 75 minutos, rematou de fora da área, a bola sofreu um pequeno desvio e passou a rasar o alvo.

E em cima do minuto 90 o Uruguai quase chegou à vitória. Valverde rematou forte de fora da área e a bola embateu com estrondo no poste.

O SAPO está a acompanhar o Mundial mas não esquece as vidas perdidas no Qatar. Apoiamos a campanha da Amnistia Internacional e do MEO pelos direitos humanos. Junte-se também a esta causa. 

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.