Irmãos a jogar por seleções diferentes? Sim, também temos disso no Mundial2022. Nico e Inãki Williams nasceram em Espanha, são irmãos e jogam no Athletic Bilbao, onde passaram toda a sua vida. Mas, na hora de escolher que país representar, seguiram caminhos diferentes.

Iñaki, o mais velho, ouviu os chamamentos das suas raízes (e pedidos da Federação local) e f oi representar o Gana, onde nasceu o seu pai. O adversário de Portugal no Grupo H ganhou um reforço de peso no ataque para sonhar com a passagem à próxima fase. Já Nico, mais novo, foi chamado por Luis Enrique para representar a Espanha, depois de brilhar no emblema basco.

Tudo sobre o Mundial2022: jogos, notícias, reportagens, curiosidades, fotos e vídeos

Num mundo cada vez mais globalizado, são vários os casos de irmãos a optarem por caminhos diferentes no futebol. Filhos de emigrantes, os jogadores com mais talento tendem a optar pelo país de acolhimento ou onde nasceram. Os que não são tão craques, escolhem a seleção do país de nascença dos seus progenitores ou de onde saíram ainda crianças.

Em Portugal temos o caso de João Mário, internacional A pela seleção nacional. O seu irmão, Wilson Eduardo, representa Angola, onde nasceu os seus pais.

Há ainda os casos dos irmãos Boateng, que no Mundial2014 foram rivais: Jerome pela Alemanha, Kevin-Prince pelo Gana.

Outro caso curioso é dos irmãos Gomis, todos guarda-redes. Alfred representa o Senegal, tal como Lyz, Maurice optou por jogar pela seleção da Guiné-Bissau. Outro caso mediático são os irmãos Pogba: Paul representa a França, Mathias e Florentin, que são gémeos, são internacionais pela República Democrática do Congo.

Irmãos que jogam ou jogaram por seleções diferentes

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.