O treinador-adjunto do Burnley, Ian Woan, é uma das seis pessoas, entre futebolistas e funcionários de três clubes da Premier League, que testaram positivo no rastreio à covid-19, informou hoje o 10.º classificado da Liga inglesa.

Em comunicado divulgado no site oficial, os ‘clarets' confirmam que o adjunto do técnico Sean Dyche está infetado com o novo coronavírus e que vai permanecer em isolamento nos próximos sete dias, antes de ser novamente testado, em 25 de maio.

O Burnley informa ainda que Ian Woan "está assintomático e encontra-se em segurança, em casa".

Está revelada assim a identidade de um dos seis infetados com COVID-19, em três clubes diferentes da Premier League. Esta terça-feira ficou marcada pelo regresso dos treinos coletivos em Inglaterra.

"A Premier League pode hoje confirmar que, no domingo, 17 de maio e segunda-feira, 18 de maio, 748 jogadores e funcionários do clube foram testados para o COVID-19. Desses, seis foram positivos em três clubes", pode ler-se no comunicado divulgado pela liga inglesa.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.