Bruno Fernandes foi convidado no programa '5 para a meia-noite' da RTP1 na passada quinta-feira. O jogador considerou que a pandemia veio quebrar o bom ritmo que estava a ter na chegada a Manchester.

"Infelizmente isto [COVID-19] quebrou um bocadinho aquilo que estava a ser o ritmo do que me tinha vindo a acontecer de bom. Mas o mais importante é a saúde, a minha, a dos meus colegas e das nossas famílias...", afirmou.

O médio abordou ainda a relação que mantém com Bernardo Silva e João Cancelo, seus adversários no Manchester City. Bruno Fernandes deu conta que troca mensagens com os dois, dando conta ainda do contato que mantém com alguns colegas do Sporting.

"Muitas vezes. Sim, eu e o Bernardo estreamo-nos na seleção juntos em sub-18, tenho uma boa amizade com ele por isso trocamos muitas mensagens. Com o Cancelo também, não tenho problema. Dentro do campo já não troco tantas mensagens... (...) [Com colegas no Sporting] Falo regularmente com o Ristovski, Neto, Max...", disse.

Questionado sobre a entrevista de despedida do Sporting e a emoção que teve na mesma, o 'red devil' explicou que foi o culminar da emoção que já tinha começado antes, na despedida do balneário 'leonino'.

"O problema da entrevista era que eu já vinha a chorar do balneário. Houve muitas lágrimas que ficaram contidas no balneário e depois acabaram por se derramar na entrevista", explicou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.