A polícia de Merseyside criticou hoje os adeptos do Liverpool que saíram às ruas para festejar o título de campeão de futebol inglês, 30 anos depois da última conquista, mas salientou que a maioria optou por ficar em casa.

Após o apito final no desafio da 31.ª jornada, entre Chelsea e Manchester City, que terminou com o triunfo dos ‘blues’ por 2-1, muitos adeptos dos ‘reds’ saíram às ruas e concentraram-se nas imediações de Anfield Road, sem respeitar o distanciamento social exigido face à pandemia de covid-19.

“A esmagadora maioria dos fãs reconheceu que agora não é hora de se juntarem para comemorar e escolheu esperar pelo evento comemorativo [mais tarde] em segurança", disse Rob Carden, agente da polícia de Merseyside, criticando depois a atitude de “um grande número de pessoas que não aderiu aos regulamentos em vigor”.

Segundo a imprensa britânica, a polícia local acabou por deter 10 adeptos dos ‘reds’, por “ofensas à ordem pública”.

O Liverpool, que até ao momento, ainda só perdeu por uma vez na 'Premier League', conquistou o seu 19.º cetro nacional e terminou com um longo ‘jejum’, ficando agora a um título do recordista Manchester United, sem vencer a prova desde 2012/13.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.