Empate a uma bola entre o Manchester United e o Chelsea em Old Trafford, em partida antecipada da 37.ª ronda da Premier League. Os Red Devils só não sofreram a terceira derrota consecutiva na prova porque Cristiano Ronaldo voltou a vestir a pele de salvador, num jogo dominado pelos londrinos.

Com o empate o United chega aos 55 pontos e está cada vez mais longe dos lugares de Champions. O Chelsea soma 66 pontos, no 3.º posto.

Após duas derrotas seguidas, com Liverpool e Arsenal, o Manchester United tentava voltar aos triunfos em casa perante os seus adeptos. O técnico Ralf Rangnick não pode contar com os defesas Luke Shaw, Harry Maguire, os médios Paul Pogba e Fred e os avançados Edinson Cavani e Jadon Sancho, todos lesionados.

Diogo Dalot, Bruno Fernandes e Cristiano Ronaldo foram titulares, num jogo dominado pelo Chelsea, equipa melhor trabalhada e noutra dimensão tática.

O primeiro tempo terminou sem golos mas não faltaram oportunidades para os londrinos. Haverts, aos 25 e 37, viu David De Gea negar-lhe as intenções, com duas boas defesas.

O Chelsea controlava o jogo, o Manchester United respondia em contra-ataque. A equipa da casa tinha dificuldades em sair a jogar, em ter bola, perante um Chelsea mais pressionante e com mais bola. Um pontapé acrobático de Ronaldo na área e um cabeceamento de Bruno Fernandes foi o que o United conseguiu produzir a nível ofensivo no primeiro tempo.

Apesar do domínio, o Chelsea só chegou ao golo aos 60 minutos. Alex Telles ficou em inferioridade na esquerda, Reece James meteu na área, Havertz desviou para o segundo poste onde apareceu Marcos Alonso a disparar de pé esquerdo, de primeira, para golo.

A resposta do United foi imediata. Numa perda de bola de N´Golo Kanté, Matic descobriu Cristiano Ronaldo entre os defensores para o empate. CR7 recebeu e fuzilou Mendy, fazendo o seu 23.º golo na época, o 17.º na prova, igualando assim Son nos melhores marcadores da Premier League. Só Salah tem mais golos que o português na prova (22). Cristiano Ronaldo chegou aos 812 golos na carreira sénior.

O Chelsea esteve perto de voltar a tomar a dianteira no marcador aos 76 minutos, após perda de bola de Tommy McTominay. Kanté ganhou e meteu em Havertz que deu de calcanhar para um remate de primeira, em arco, de Reece James, que bateu no poste. De Gea estava batido.

Até ao final foi o Chelsea a estar mais perto do golo mas o resultado não se mexeu.

Com esta igualdade, o United prossegue no sexto posto, com 55 pontos, a três do Tottenham (quinto) e cinco do Arsenal (quarto), ambos com dois jogos por disputar.

Já o Chelsea, segue no último lugar do pódio, com 66, contra os 80 do líder isolado Manchester City e 79 do segundo posicionado Liverpool.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.