O 'Daily Telegraph' escrve na sua edição desta segunda-feira que o o Newcastle poderá ser vendido já no próximo mês, em plena pandemia do COVID-19, com uma proposta de cerca de 380 milhões de euros a ter chegado ao clube vinda da Arábia Saudita.

Mike Ashley, atual proprietário do clube, já tinha falado na vontade de o vender e surge agora uma oferta, feita pelo consórcio Arábia Saudita Public Investment Fund, que com esse valor pretende adquirir 80 por cento do Newcastle.

Os restantes 20 por cento seriam divididos pela empresa PCP Capital e pelos irmãos David e Simon Rueben, membros da segunda família mais rica do Reino Unido.

Mike Ashley ainda não se terá pronunciado sobre esta oferta, encontrando-se atualmente fora do país. Já em janeiro tinham surgido relatos do interesse do mesmo consórcio saudita com Steve Bruce, treinador do Newcastle, a afirmou desconhecer o futuro do clube. "Se houvese alguma coisa para eu saber ter-me-iam comunicado", afirmou o técnico na altura.

A imprensa britânica, contudo, revela que a Premier League já terá sido contactada em relação a esta oferta e irá agora proceder a verificações para conferir a validade da mesma.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.