Uma eventual saída de Mesut Ozil no Arsenal foi um dos temas quentes do mercado de transferências deste verão. Mas, a verdade é que o jogador se recusou a rescindir e, esta segunda-feira, o empresário de Ozil levantou um pouco o véu sobre a questão.

"Mesut ainda tem alguns anos na carreira e é alguém que vai sempre lutar pelos direitos. O contrato assinado em 2018 foi um grande compromisso para ele. Podia ter saído do Arsenal como Alexis Sanchéz [em 2018 para o Manchester United] e ter ganho €38,5 milhões como jogador livre, mas foi leal quando estava no topo de carreira", começou por dizer Erkut Sogut à ESPN.

Além disso, o empresário de Ozil deixou ainda críticas à atuação do Arsenal no que às contratações diz respeito. "Não era de esperar que depois de despedir 55 funcionários e a mascote que estava no clube há 27 anos depois ias gastar €50 milhões em Thomas Partey. Dá uma imagem muito má do clube e eu, se fosse adepto, começava a preocupar-me", salientou.

Recorde-se que Mesut Ozil não joga desde março e não foi inscrito pelo Arsenal na Premier League, estando, por isso, impedido de competir.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.