O Everton venceu hoje o Swansea por 3-1, no fecho da 18ª jornada da Liga inglesa de futebol, a confirmar o bom momento que atravessa, e subiu ao nono lugar, aproximando-se dos lugares de acesso às taças europeias.

A equipa de Liverpool chegou a apanhar um susto na primeira parte, quando o Swansea, lanterna-vermelha da ‘Premier League’, se adiantou no marcador pelo médio holandês Leroy Fer, a cabecear para o fundo das redes um pontapé de canto em que a bola passou à frente da defesa do Everton sem que ninguém lhe tocasse.

No entanto, à beira do intervalo conseguiu empatar a partida, na recarga de Calvert Lewin a um penálti cobrado pelo veterano Wayne Rooney e cometido pelo médio espanhol Roque Mesa sobre Aaron Lennon, aos 45+2.

O guarda-redes polaco Lukasz Fabianski desviou a bola para o poste e na recarga Calvert Lewin levou o jogo empatado para os balneários.

Na segunda parte, a supremacia do Everton foi evidente e traduziu-se em mais dois golos, o primeiro aos 64, um grande golo do médio islandês Gylfi Sigurdsson, a passe de Rooney, com um remate cruzado fora do alcance de Fabiansky, o segundo aos 73, por Wayne Rooney, que, desta vez, não perdoou na execução de outro penálti, agora cometido pelo sueco Martin Olsson sobre Jonjoe Kenny.

O internacional português Renato Sanches não chegou a sair do banco do Swansea.

Com esta resultado, o Everton, cuja recuperação tem sido excelente desde que Sam Allardyce assumiu o comando técnico da equipa, soma a quinta vitória nos últimos seis jogos (cinco para a Liga inglesa e um para a Liga Europa, frente aos cipriotas do Apollon) e regista ainda um empate, a um golo, em Anfield Road, frente ao rival da mesma cidade, o Liverpool, na 16ª jornada.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.