A Federação Inglesa de Futebol (FA) acusou formalmente Daniel Sturridge de "má conduta" por, supostamente, estar envolvido em apostas, algo que os jogadores profissional estão impedidos devido ao regulamento interno. O avançado do Liverpool já reagiu e afirmou "categoricamente que nunca apostou no futebol".

Segundo o organismo que gere o futebol inglês, as violações ao código aconteceram em janeiro, numa altura em que Sturridge estava emprestado pelos reds ao West Brom. O internacional inglês terá infringido duas normas: a primeira refere que "um futebolista não deve apostar, direta ou indiretamente, ou instruir, permitir ou incentivar qualquer pessoa a apostar no i) resultado, desenvolvimento ou outro aspeto de um jogo de futebol ou competição ou ii) outro aspeto relacionado e respeitante a futebol em qualquer lado do mundo"; a segunda impede que um futebolista "forneça a qualquer pessoa informação relativa ao futebol, que o participante tenha obtido em virtude da sua posição no jogo (...) e que seja utilizada por qualquer pessoa para apostas."

De acordo com a nota publicada da FA, o avançado do Liverpool tem agora até ao próximo dia 20 de novembro para responder formalmente  à acusação.

Entretanto, o Liverpool também reagiu, defendendo do seu jogador: "O Daniel deu a sua total e inequívoca cooperação neste processo e assegurou o clube que continuará a fazê-lo."

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.

Ajude-nos a melhorar o SAPO Desporto