Ryan Mason anunciou esta terça-feira o final de carreira, aos 26 anos, depois de ter sofrido um traumatismo craniano em janeiro do último ano, num choque com Gary Cahill, defesa do Chelsea.

O Hull City, clube que o jogador representava, explicou Ryan Mason procurou informação junto de renomados especialistas nas áreas da neurologia e neurocirurgia, que o aconselharam a parar.

Gary Cahill já reagiu à notícia, admitindo ter ficado "devastado".

"Devastado ao ouvir as notícias sobre o Ryan. Lutar por um canto é algo que fazemos milhares de vezes e ver o que aconteceu com um profissional de topo como o Ryan é doloroso. Envio todo o meu amor para ele e para a família e desejo-lhe o melhor para o futuro", escreveu Cahill nas redes sociais.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.