Liverpool e Manchester City medem forças este domingo para a Premier League, mas, até lá, são as declarações dos treinadores que estão a dar que falar.

Jurgen Klopp disse que os 'citizens' tiveram "duas semanas de folga" devido aos vários casos de COVID-19 no plantel, que levaram ao adiamento do jogo com o Everton.

Confrontado com estas declarações, Guardiola afirmou: "Ele está a arranjar desculpas. Quando te queixas e arranjas desculpas não podes seguir em frente. As desculpas são a pior coisa do mundo do futebol e do desporto."

O treinador do City acabou por desmentir o seu homólogo do Liverpool, com alguma ironia à mistura. "O Jurgen tem de ver o calendário novamente. Tivemos COVID, tivemos uma semana [parados], jogámos com 14 jogadores em Stamford Bridge. Talvez eu esteja errado e tenham sido duas ou três semanas", disse.

"Estou surpreendido, pensei que ele não era esse tipo de treinador, não esperava esse comentário. Talvez tenha sido um mal-entendido. Se ele voltar a ver o calendário, verá que não foram duas semanas", acrescentou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.