O Hull City confirmou a saída de Marco Silva do comando técnico da equipa. A saída do técnico já era esperada depois de a formação dos ‘tigers’ não ter sido capaz de garantir a permanência. Perante essa situação, o técnico português detinha uma cláusula no seu contrato em que poderia deixar o comando dos ‘tigers’.

A notícia foi dada pelo clube através de um comunicado onde defendem que foi dada a oportunidade de continuar, mas que o técnico optou por abandonar o clube.

"Foi-lhe dada a oportunidade de continuar o trabalho que ele tinha vindo a fazer nos últimos quatro meses e meio. Infelizmente, depois de considerar o futuro, escolheu sair para dar seguimento à sua carreira".

Na hora da despedida, o Hull City agradeceu o trabalho do treinador português com uma nota de destaque para a ligação que criou com os adeptos durante os quatro anos em que esteve na equipa.

Com Marco Silva saem os adjuntos João Pedro Sousa, Gonçalo Pedro e Hugo Oliveira.

Apesar de estar de saída, o futuro imediato de Marco Silva não deve ser incógnito durante muito tempo, uma vez que o FC Porto, Crystal Palace e Watford estão interessados na sua contratação para a próxima temporada.

Um regresso a Portugal tem sido equacionado pela imprensa nacional e, de Inglaterra, chegam ecos de uma abordagem por parte dos ‘dragões’ para tentar convencer o técnico a regressar ao seu país, mas não terá sido bem sucedido. No entanto, o FC Porto continua na corrida para tentar convencer o técnico.

Notícia atualizada às 20:52

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.