A Liga Inglesa de Futebol (EFL) decidiu, esta quarta-feira, autorizar cinco substituições em jogos da Segunda, Terceira e Quarta divisões (Championshp, League One e League Two, respectivamente), numa altura em que se multiplicam os pedidos para que a Primeira Divisão (Premier League) faça o mesmo.

Os clubes que participam da Championship poderão convocar vinte jogadores por jogo e os da League One e League Two terão sete suplentes no banco, em vez dos cinco habituais, anunciou a EFL.

Esta medida aumenta a pressão sobre a Premier League, que em agosto se tornou no único grande campeonato europeu a votar pelo regresso das três substituições por jogo, apesar de um calendário mais apertado devido ao início tardio da temporada e à realização do Euro no final de junho de 2021.

Na Liga dos Campeões e Liga Europa, também são autorizadas cinco alterações por jogo.

O forte aumento no número de lesões na Liga Inglesa levou os treinadores do Liverpool, Jürgen Klopp, e do Manchester City, Pep Guardiola, a pedirem que a regra fosse alterada no decorrer da atual temporada.

O técnico da seleção de Inglaterra, Gareth Southgate, também tinha solicitado as cinco alterações por jogo após a partida contra a Bélgica, na Liga das Nações.

"O que vamos fazer? Esperar que haja uma série de lesões muito graves?" comentou o técnico.

A aprovação das cinco substituições esbarra na forte oposição dos pequenos clubes da Premier League, que consideram a medida favorável demais para os grandes clubes com planteis mais fortes.

Para reintroduzir as cinco alterações autorizadas no final da temporada passada pela FIFA, será preciso que quatorze dos vinte clubes da Premier League votem a favor.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.