Em 2011, entre mercado de inverno e verão, os clubes ingleses atingiram um novo recorde ao gastarem cerca de 805 milhões de euros para contratar jogadores, segundo comunicou a “Deloitte”.

Depois de terem investido cerca de 255 milhões em Janeiro (mercado de inverno), os clubes ingleses não se fizeram de rogados na altura do calor do verão e gastaram mais 550 milhões de euros.

Tudo junto dá uma soma impressionante de 805 milhões de euros, significando uma subida de 33 por cento face à época passada por parte dos emblemas ingleses.

A crise não chega ao futebol inglês.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.