Ainda é cedo para falar em crise no Liverpool? Os campeões ingleses estão claramente em declínio e a derrota de quinta-feira à noite frente ao Burnley só veio confirmar o mau momento da equipa orientada por Jurgen Klopp.

De líder isolado, o Liverpool caiu para o quarto lugar na Premier League, seis pontos atrás do líder Manchester United. O mau momento de forma de algumas estrelas como Salah e Firmino e a razia o centro da defesa, com as lesões de Virgil van Dijk, Joe Gomez, Joel Matip deixou a equipa fragilizada.

A equipa igualou o pior registo desde que Klopp é o treinador, ao somar o quinto jogo sem vencer na Premier League. Além disso, somou o quarto jogo sem marcar na prova e pode igualar o seu pior registo na Liga Inglesa se não marcar no próximo jogo. Este já é o pior registo ofensivo desde 1999/2000.

A derrota com o Burnley em Anfield Road colocou também um ponto final num registo impressionante em casa: 68 jogos sem perder, o que constitui o segundo melhor registo na história d prova, apenas superado pelos 86 jogos do Chelsea (de José Mourinho) sem derrotas em Stamford Bridge. A última derrota caseira do Liverpool na Premier League aconteceu em abril de 2017, há quase quatro anos (1-2 frente ao Crystal Palace).

No final do jogo com a equipa de Sean Dyche (entrou em campo um lugar acima da zona de descida), Jurgen Klopp assumiu a responsabilidade pelo colapso repentino na defesa do título da Premier League.

"Perdemos o jogo, algo que era impossível, mas perdemos. A culpa é minha porque é meu trabalho fazer com que os jogadores se sintam bem, faze-los ter a dose certa de confiança", disse Klopp.

Nos últimos quatro jogos a equipa fez 72 remates mas foi incapaz de fazer qualquer golo.

"Na hora da finalização, não estamos a decidir bem e isso é um problema. Deixamos o jogo em aberto ao não marcar e perdemos. Ainda não acredito como perdemos este jogo mas a verdade é que perdemos e temos de aceitar isso", completou Klopp.

Burnley surpreende e acaba com invencibilidade do Liverpool em casa
Burnley surpreende e acaba com invencibilidade do Liverpool em casa créditos: Jon Super ; POOL

O Burnley, que apenas tinha feito um golo nos seus últimos quatro jogos, marcou de grande penalidade, depois de o guarda-redes Alison Becker ter derrubado Barnes. O próprio Barnes encarregou-se da marcação.

Esta foi a primeira vitória do Burnley em Anfield desde 1974 e o segundo jogo seguido sem derrotas. Na época 2019/2020 o Burnley foi a única equipa que não perdeu em casa do Liverpool para a Liga Inglesa.

Efeito Diogo Jota ajudou a atenuar fragilidades

O Liverpool teve um bom início na Premier League, com três vitórias nos primeiros três encontros (4-3 ao Leeds, 2-0 ao Chelsea e 3-1 ao Arsenal), mas deu os primeiros sinais de fragilidade quando foi goleado, de forma surpreendente por 7-2 em casa do Aston Villa.

Depois da goleada com os 'villans' a equipa foi muito intermitente. Só voltaria a perder na 17.ª jornada, também fora, com o Southampton, mas pelo meio somou sete empates, alguns deles inexplicáveis com Newcastle, West Bromwich Albion, Fulham e Brighton.

Nas primeiras rondas, o Liverpool contou com o efeito Diogo Jota. O avançado português contratado ao Wolverhampton no mercado de verão entrou com tudo e relegou Roberto Firmino para o banco.

Diogo Jota deu a vitória aos 'redes' frente a Sheffield United (2-1) e West Ham (2-1) e ainda marcou nos triunfos sobre Arsenal e Leicester e evitou a derrota com o Brighton & Hove Albion. A todo, Diogo Jota marcou nove golos em sete jogos, já contando com os quatro na fase de grupos da Champions. Acabou por se lesionar com gravidade e criar um vazio no ataque.

Klopp baixa expetativas: vem aí um calendário muito complicado

Este é o pior momento de Klopp nos seis anos que leva como treinador do Liverpool. O técnico igualou o número de derrotas sofridas em toda a época 2019/20, quando perdeu por três vezes mas foi campeão (colocando assim um ponto final na 'seca' dos 'reds' que durava há 30 anos).

O desespero de Jurgen Klopp
O desespero de Jurgen Klopp créditos: Jon Super ; POOL

Na temporada 2018/2019, o Liverpool apenas perdeu por uma vez na Premier League (1-2 com Manchester City), somou sete empates e chegou aos 97 pontos mas viu o título fugir para o Manchester City por um ponto.

Nessas seis temporadas, Klopp comandou o Liverpool em 201 jogos na Liga Inglesa, tendo somado 127 vitórias, 48 empates e 26 derrotas. A sua equipa marcou 428 golos e sofreu 197 nestas seis épocas.

O mau momento da equipa fez Klopp rever as expetativas da época e apontar para um lugar entre os quatro primeiros, de forma a garantir uma vaga na próxima edição da Liga dos Campeões.

Os próximos jogos serão cruciais e difíceis para o Liverpool. A equipa vai visitar o Manchester United par a FA Cup no próximo domingo mas depois defronta cinco dos sete primeiros da Premier League (entre eles Leicester, Manchester City, Everton e West Ham), a começar com uma viagem até Londres para medir forças com o Tottenham, de José Mourinho, na próxima quarta-feira.

Tempos difíceis para Klopp e companhia. Os campeões ainda vão a tempo de dar a volta e revalidarem o título de campeão inglês.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.