Com a Premier League perto de ser retomada e o Liverpool à beira de se sagrar campeão, 30 anos depois do seu último título, Jurgen Klopp voltou, este domingo, a apelar à contenção dos adeptos se e quando a hora de festejar chegar.

O técnico alemão reconhece que não poder festejar da forma que se sonhou não é simpático, mas garante que a festa entre jogadores e adeptos irá acabar mesmo por acontecer. Tenha de se esperar o tempo que for preciso. Nem que seja só na próxima temporada...

"Não é ideal celebrar sozinho no estádio e voltar para casa. Não foi assim que pensámos festejar. Mas, neste momento, não podemos pensar de outra maneira. E, se isso não pode ser alterado, por que nos havemos de incomodar? Chegará o dia em que a vida voltará ao normal. Quando alguém descobrir a vacina para este problema, quando a taxa de infeção estiver no zero ou abaixo... Esse dia irá chegar. Aí teremos o direito a festejar como deve ser", sublinhou em entrevista à estação televisiva alemã Sky Sport.

Klopp não se importa de esperar o tempo que for preciso. "Se for na 12.ª ou na 13.ª jornada da próxima época e quisermos festejar, quem nos vai parar? Ainda teremos o troféu e podemos passeá-lo pela cidade e andar no autocarro. Não quero saber se outras pessoas disserem que somos completamente loucos", acrescentou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.