O Liverpool manteve-se hoje no trio da liderança, junto a Manchester City e Arsenal, ao vencer por 4-2 no reduto do Crystal Palace, em encontro da 10.ª jornada da Primeira Liga inglesa de futebol.

Os ‘reds’ nunca estiveram a perder e triunfaram com tentos do alemão Emre Can, aos 16 minutos, do croata Dejan Lovren, aos 21, do camaronês Joel Matip, aos 44, e do brasileiro Roberto Firmino, aos 71.

O brasileiro Philippe Coutinho também esteve em destaque no conjunto comandado pelo alemão Jürgen Klopp, com participação nos três primeiros golos, incluindo assistências – cantos – para o segundo e o terceiro.

Os locais ainda conseguiram igualar a um e a dois, com um ‘bis’ do escocês James McArthur, aos 18 e 33, mas já não conseguiram ripostar na segunda metade, em que os forasteiros estiveram bem melhor defensivamente.

Com este triunfo, o Liverpool manteve-se em igualdade com Manchester City (4-0 ao West Bromwich) e Arsenal (4-1 ao Sunderland), que também ganharam fora na ronda 10, somando todos 23 pontos.

Dois golos do argentino Sergio ‘Kun’ Aguero, aos 19 e 28 minutos, e outros dois do alemão Ilkay Gündogan, aos 79 e 90, selaram a goleada do ‘onze’ de Pep Guardiola, que acabou com uma série de seis jogos sem ganhar, três na ‘Premier League’.

Antes, no jogo de abertura, o Arsenal bateu o último colocado também com dois ‘bis’, do chileno Alexis Sánchez e do suplente francês Olivier Giroud, que entrou com o resultado em 1-1 e marcou o segundo e terceiro dos visitantes.

Ao contrário de City, Arsenal e Liverpool, o Tottenham falhou o triunfo e atrasou-se, ficando a três pontos da frente, ao empatar a um na receção ao detentor do título Leicester, adversário do FC Porto no Grupo G da Liga dos Campeões.

Os londrinos marcaram primeiro, aos 44 minutos, através de um penálti convertido pelo holandês Vincent Janssen, mas, aos 48, o nigeriano Ahmed Musa restabeleceu a igualdade, que deixa a equipa de Claudio Ranieri no 12.º posto, com 12 pontos.

A exemplo dos ‘spurs’, também o Manchester United não conseguiu vencer em casa, ao ficar-se por um ‘nulo’ na receção ao Burnley, num embate em que desperdiçou uma série de oportunidades, mais ou menos claras.

Os ‘red devils’, reduzido a 10 desde os 68 minutos, face ao vermelho mostrado ao espanhol Ander Herrera, depois de Mourinho já ter sido expulso ao intervalo, passaram a somar 15 pontos, agora menos oito do que os três primeiros.

O United, que somou o quarto jogo consecutivo sem vencer na prova, caiu mesmo para o oitavo posto, ultrapassado pelo Watford, que recebeu e bateu o Hull City por 1-0, graças a um tento na própria baliza de Michael Dawson, aos 82 minutos.

No outro encontro hoje disputado, o Middlesbrough bateu em casa o Bournemouth por 2-0, com golos do uruguaio Gaston Ramírez e de Stewart Downing, afastando-se dos lugares de despromoção.

No domingo, o Chelsea precisa de vencer no reduto do Southampton para se recolocar a um ponto da frente, enquanto o Everton, anfitrião do West Ham, pode isolar-se no sexto lugar, deixando para trás Watford e Manchester United.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.