O Liverpool venceu hoje por 3-1 na visita ao Crystal Palace, em jogo da 23.ª jornada, e capitalizou o empate do Manchester City para reduzir a distância para o líder da Liga inglesa de futebol.

Ainda privados de Sadio Mané e Mohamed Salah, que estão ao serviço das respetivas seleções na Taça das Nações Africanas (CAN), os ‘reds’ adiantaram-se por intermédio do central holandês Virgil van Dijk, logo aos oito minutos, e dilataram a vantagem por Alex Oxlade-Chamberlain, aos 32.

Os ‘eagles’, que continuam na segunda metade da tabela, ainda reduziram aos 55 minutos, através do francês Odsonne Edouard, só que o brasileiro Fabinho confirmou o triunfo do Liverpool, aos 89, na conversão de uma grande penalidade sofrida pelo internacional português Diogo Jota, que integrou as opções iniciais de Jürgen Klopp.

O Liverpool, que tem um jogo em atraso, mantém-se no segundo lugar da Premier League, com 48 pontos, agora com menos nove do que o líder Manchester City (57), que no sábado cedeu um empate 1-1 no reduto do Southampton.

Depois de uma série de quatro vitórias, o Arsenal somou o segundo encontro seguido sem vencer no campeonato, cedendo um surpreendente ‘nulo’ (0-0) na receção ao lanterna-vermelha Burnley.

Ainda com duas partidas em atraso por realizar, os ‘gunners’ seguem na sexta posição, com 36 pontos, em igualdade com o Tottenham (19 jogos), sétimo e que hoje visita o Chelsea, terceiro colocado, com 44.

Já o Leicester (10.º classificado) continua a desiludir na presente temporada e deixou-se empatar 1-1 em casa, diante do Brighton (nono). Sem o português Ricardo Pereira, os ‘foxes’ marcaram por Patson Daka, aos 46 minutos, mas permitiram que Danny Welbeck repusesse a igualdade, aos 82.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.