O líder Manchester CIty regressou hoje aos triunfos na Liga inglesa de futebol, com uma goleada caseira ao Southampton (5-2), em jogo antecipado da 33.ª jornada, aumentando para 14 pontos a diferença sobre o rival United.

Depois de colocado um ponto final numa série de 21 vitórias consecutivas e 28 jogos sem perder em todas as competições, face à derrota frente ao segundo classificado United (2-0), na última ronda da 'Premier League', os ‘citizens’ voltaram a exibir-se a grande nível, apesar dos dois golos consentidos.

Com os portugueses Rúben Dias e Bernardo Silva de início, e João Cancelo entre os suplentes, o belga Kevin de Bruyne abriu o ativo, logo aos 15 minutos, deixando antever que a vitória iria ter contornos goleadores, dadas as fragilidades dos ‘saints’ – têm a segunda pior defesa da prova (49 golos).

James Ward-Prowse (25), na cobrança de uma grande penalidade, ainda restabeleceu a igualdade, mas o pé esquerdo letal do argelino Riyad Mahrez fez-se notar já perto do intervalo, aos 40, antes de ser fulcral na jogada que ajudou Iikay Gundogan (45+3) a aumentar a vantagem para 3-1 e, praticamente, deixar o City com a vitória na mão.

O extremo argelino voltaria a bater Alex McCarthy, em mais um belo remate colocado, com a resposta forasteira a surgir com alguma sorte no lance seguinte, pelos pés de Adams (55). De Bruyne também 'bisou' para fechar a contagem, quando ainda faltavam 30 minutos para o final do desafio.

Apesar de ter mais um encontro do que o United, a equipa de Pep Guardiola passa a somar 68 pontos, contra os 54 dos ‘red devils’ e 53 do terceiro colocado Leicester. O Southampton é 14.º, com 33.

*Artigo atualizado às 20h34

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.