O Manchester United, com os lusos Diogo Dalot e Bruno Fernandes, voltou hoje a mostrar a sua pior faceta, ao ser ‘atropelado’ em pleno Old Trafford pelo Bournemouth, por 3-0, na 16.ª jornada da Liga inglesa de futebol.

A equipa de Erik Ten Hag, que parecia dar sinais mais animadores e vinha de uma vitória em casa frente ao Chelsea, demonstrou, uma vez mais, que está muito longe dos desempenhos que lhe deram o estatuto de clube com mais títulos na Premier League.

Mais do que a derrota, o Manchester United sofreu da própria incapacidade em ser perigoso, e, em simultâneo, de um desacerto no setor mais recuado, permeável à velocidade dos homens do Bournemouth.

Dominic Solanke abriu o marcador para os ‘cherries’, logo aos cinco minutos, ao aparecer a desviar na pequena área, após cruzamento de Cook na direita, conseguindo uma vantagem que se manteve até ao intervalo.

Na segunda parte, com o United inconsequente nas suas ações ofensivas, o Bournemouth dilatou por Billing, aos 68, e ‘matou’ o jogo por Senesi, aos 73, ambos a responderem com êxito de cabeça a cruzamentos de Tavernier.

Por último, os ‘red devils’ perderam o capitão Bruno Fernandes para a próxima jornada, em embate com o Liverpool, em Anfield Road, depois de o médio português ver o cartão amarelo, aos 84 minutos.

A derrota deixa o Manchester United em sexto lugar, com 27 pontos e fora dos lugares europeus, num cenário em que pode ainda ser ultrapassado pelo Newcastle (26 pontos), que nesta jornada tem no domingo difícil visita ao Tottenham, quinto (27 pontos).

Em outros jogos do início da tarde, o Sheffield United (20.º e último) foi a outra equipa a conseguir vencer, no que foi apenas o segundo triunfo em 16 jogos na Liga, ao bater hoje em casa o Brentford (11.º), com um golo de McAtee, aos 45+1 minutos.

O Wolverhampton (12.º), com José Sá, Toti e Nelson Semedo em campo, ‘resgatou’ um empate em casa frente Nottingham Forest (16.º), com Toffolo a marcar para os visitantes, aos 14 minutos, e Matheus Cunha a repor a igualdade, aos 32.

O Brighton (oitavo) também esteve a perder diante do Burnley (19.º), que marcou por Odobert (45 minutos), mas Adingra fez o golo do empate, aos 77.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.