O Manchester United decidiu castigar Graeme Clarke durante um ano por o apoiante ter faltado ao jogo com o Hull City. A decisão dos ‘red devils’ surgiu depois o adepto, que acompanha a equipa há 40 anos, não ter comparecido no estádio por estar doente.

Clarke estava com gripe e, como tal, não pode fazer a deslocação para ver o jogo da equipa de Manchester do mês de agosto. Apesar do facto de estar doente, a equipa de José Mourinho não teve ‘mão leve’ e penalizou o adepto.

Depois da ‘falta’, os ‘red devils’ vão proibir Graeme de acompanhar o Manchester United nas deslocações fora de Old Traford durante um ano. Com efeito, o clube inglês contactou o adepto para lhe comunicar a situação.

Perante o castigo imposto, Graeme Clarke refutou a decisão e exigiu mais explicações por parte do clube. A resposta do clube foi a seguinte: além de ter faltado ao jogo, o adepto não anulou a compra do bilhete e deixou o lugar vazio. A preocupação da equipa inglesa foca-se no facto de haver lugares vazios que podiam ter sido preenchidos já que há mais adeptos a quererem acompanhar a equipa.

O jogo com o Hull City acabou por correr bem para a equipa de José Mourinho que venceu por 1-0. Marcus Rashford foi o marcador do único golo já no período de descontos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.