Liderado por um Wayne Rooney imparável, jogador que inaugurou o marcador e alcançou Drogba e Defoe na liderança dos melhores marcadores com 14 golos, o campeão em título passeou no relvado de Old Trafford e termina o ano a apenas dois pontos do comandante Chelsea.

Depois de ter perdido algumas boas oportunidades para se adiantar no marcador, o United chegou finalmente à vantagem através de Rooney, aos 28 minutos, isto depois do avançado inglês já ter perdido uma excelente oportunidade, num lance em que a bola acabou por bater caprichosamente no poste.

Carrick (32), Rafael (45), Berbatov (50) e Valência (75) assinaram os restantes tentos da goleada, perante uma equipa do Wigan muito fraca.

Em Fratton Park, o Arsenal, que se encontra a quatro pontos do líder, mas conta menos um jogo, desembaraçou-se também com facilidade do "lanterna vermelha" da prova e acabou também o ano em alta.

Os tentos sde Da Silva (28) e Nasry (42) permitiram ao Arsenal ir para o intervalo com uma vantagem confortável de dois golos, tendo ainda ampliado na segunda parte, com os golos de Ramsey (69) e Song (81), com o Porstmouth a responder apenas aos 3-0 com o tento de Belhadj, aos 74.

Apesar de liderar a prova, o Chelsea, que nesta ronda venceu com dificuldade o Fulham em casa por 2-1, vai agora ter de lutar contra a estatística, uma vez que, desde a criação da Premier League, em 1992, nunca uma equipa que lidera a prova no Natal chegou ao final da temporada como campeã.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.