José Mourinho voltou a mostrar o seu descontentamento com o mercado de transferências. O técnico do Manchester United é contra as fortunas que se está a pagar por alguns jogadores. E deu o exemplo de Kyel Walter, por quem o Manchester City deu 57 milhões de euros. O mais alto montante alguma vez pago por um defesa.

"Imagino que o Manchester City preferisse pagar 25 milhões de libras por Kyle, mas tenho a certeza de que bateram à porta do Tottenham e o preço exigido foi aquele. A partir daí aceita-se ou recusa-se", disse o português, em declarações reproduzidas pela ´Sky Sports`.

O treinador do Manchester United mostra-se ainda preocupado com o facto de se estar a gastar verbas elevadíssimas em jogadores normais.

"Estava habituado a ver os grandes clubes a pagar muito dinheiro por grandes jogadores. Agora, todos gastam fortunas em bons jogadores. Há uma diferença entre os bons e os grandes jogadores, mas agora os números são loucos por jogadores normais", atirou.

Luke Shaw, Marcos Rojo, Ashley Young e Juan Mata são alguns dos jogadores com problemas físicos, pelo que o Manchester United poderá ter de ir ao mercado por um ou dois jogadores, depois das contratações de Lukaku e Lindelof. Mas Mourinho até admite abdicar de um, já que não está a ser fácil contratar jogadores.

"Não temos um plantel extenso. Nunca escondi que queria quatro reforços e foi isso que pedi, mas estou disposto a abdicar de um deles porque o mercado está muito difícil. Não somos um clube que esteja preparado para comprar de forma indiscriminada ou a pagar o que os outros querem que paguemos. Por isso, estou pronto para receber apenas três reforços, o que me permitirá equilibrar a equipa", explicou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.