José Mourinho sofreu hoje a segunda derrota na Liga inglesa de futebol desde que assumiu o Tottenham, a segunda com um ‘grande’ do campeonato, o Chelsea, e a primeira em casa.

Depois de perder fora com o Manchester United (2-1), na Liga, e com o Bayern Munique, na Liga dos Campeões (3-1), o jogo de hoje acabou também por não correr de feição, com os ‘spurs’ a ficarem cedo em desvantagem.

No reencontro entre Mourinho e Frank Lampard, agora treinador e seu antigo jogador nos ‘blues’, o favoritismo, embora ligeiro, estava do lado do Tottenham, que tem estado em crescendo desde que o treinador português chegou ao clube, em 20 de novembro.

Mourinho conseguiu levar a sua equipa a duas vitórias consecutivas no campeonato inglês, o que não tinha acontecido ainda, e fazer subir o Tottenham do 14.º para o sétimo lugar.

Hoje, tal como aconteceu com o United, os ‘spurs’ não conseguiram superar um adversário da sua grandeza, num jogo em que Willian marcou logo aos 12 minutos e perto do intervalo, aos 45+4, fez o 2-0.

No lance esteve muito mal o guarda-redes argentino Gazzaniga, que saiu completamente disparatado da baliza, falhou a interceção da bola e atingiu com o corpo, de braços abertos, o lateral Marcos Alonso, dando grande penalidade para o Chelsea.

O cenário ainda se agravou para os ‘spurs’ quando, na segunda parte, Son, caído no chão, elevou os pés com intencionalidade e atingiu Rudiger no abdómen, com o árbitro a consultar o videoárbitro e a expulsar o sul-coreano.

Se o Tottenham, que é sétimo (26 pontos), voltou a não conseguir vencer outro ‘grande’, o Chelsea, quarto classificado (32 pontos), conseguiu fazê-lo pela primeira vez esta época, depois de perder com United (duas vezes), Liverpool e Manchester City.

Também hoje o Manchester United teve uma tarde muito infeliz, ao perder fora por 2-0 com o Watford, 20.º e último classificado, que obteve apenas a sua segunda vitória em 18 jornadas no campeonato.

Os ‘red devils’ viram regressar Paul Pogba, lesionado desde o final de setembro, e que entrou aos 64 minutos, num jogo em que De Gea esteve mal no golo que inaugurou o marcador, deixando a bola passar entre as mãos. Sarr fez o 1-0 e Deeney, de penálti, o 2-0.

*artigo atualizado com mais informação

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.