José Mourinho revelou que poderia ter aceitado experirências menos exigentes e com mais hipóteses de sucesso a curto prazo.

"Alguns têm dez anos para conquistar alguma coisa, eu tenho apenas dois. Não sou muito inteligente a escolher as equipas que oriento. Gosto de trabalhar, de construir, não gosto de trabalhos fáceis. Não gosto de assumir equipas trabalhadas por outros treinadores, não gosto de colher os frutos de outros", disse o treinador português na conferência de imprensa.

"Quando fui para o FC Porto, na época anterior tinham terminado o Campeonato no quinto lugar. Quando fui para o Real Madrid, onde é que eles estavam? E o Inter? Regressei ao Chelsea quando era necessário construir uma equipa nova. Ao mesmo tempo, vim para uma Liga em que quatro, cinco ou seis equipas podem lutar pelo título", acrescentou.

O Chelsea joga, na segunda-feira, no terreno do Burnley.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.