A holding Yeung Grandtop's International, que já detém uma participação 29,9 por cento no Birmingham, referiu que a operação permitirá ao clube "aumentar significativamente a base de apoio, promover e valorizar a sua marca e desenvolver novos 'merchandising' e receitas relacionadas".

Trata-se da segunda tentativa de Yeung para comprar o Birmingham, tendo falhado uma primeira em 2007 por escassez de fundos.

Nesse ano, o Birmingham foi despromovido ao escalão inferior, terminando a temporada seguinte com a promoção à Primeira Liga.

A Grandtop's disse que pretende desenvolver o clube, comprando jogadores novos e criando novas infra-estruturas e garantiu que o treinador Alex McLeish manterá o lugar.

A meio da manhã, as acções do Birmingham City registavam uma valorização de 40,3 por cento no mercado secundário da Bolsa de Londres, contando-se a 90,5 pence.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.