Os 20 clubes da Premier League decidiram por unanimidade nesta quarta-feira que qualquer espetador que possuir e acender um sinalizador ou invadir o campo não pode entrar em estádios de futebol durante, pelo menos, um ano.

"As proibições podem se estender aos pais ou responsáveis de menores que vierem a executar tais ações", acrescentaram os clubes.

As medidas entrarão em vigor já na próxima jornada do Campeonato Inglês, no início de outubro. "Todos se devem sentir seguros e capazes de aproveitar um jogo de futebol. Juntos, tanto clubes como parceiros em todos os níveis do futebol, afirmamos que os tipos de acidentes que vimos na temporada passada têm que parar", explicou Richard Masters, presidente da competição.

"Se não tomarmos medidas coletivas e firmes, será apenas uma questão de tempo até que alguém seja ferido gravemente ou até algo pior", acrescentou.

No final da última temporada, uma série de incidentes marcaram o principal escalão do futebol britânico, como a invasão de campo na partida entre Everton e Crystal Palace, em que os 'Toffees' garantiram a sua permanência na primeira divisão.

Três semanas antes, adeptos do clube de Liverpool tinham utilizado sinalizadores na vitória sobre o Chelsea. O avançado brasileiro Richarlison, atualmente no Tottenham, foi suspenso por um jogo por pegar, agitar e lançar um sinalizador nas arquibancadas após marcar o golo da vitória no primeiro minuto do segundo tempo.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.