West Ham e Everton assumiram hoje a liderança provisória da Liga inglesa de futebol, após empatarem e venceram o Crystal Palace (2-2) e Brighton (2-0), respetivamente, enquanto o português Ricardo Pereira assistiu pelo Leicester, mas saiu lesionado.

Na visita a Norwich, o lateral direito luso, que integra os convocados para os próximos jogos da seleção portuguesa, em setembro, destacou-se nos primeiros minutos, quando assistiu Jamie Vardy (oito) para o primeiro golo, contudo, saiu com queixas pouco tempo depois.

O finlandês Teemu Pukki (44), de grande penalidade, restabeleceu a igualdade ainda antes do intervalo, mas Albrighton (76) foi o responsável pelo golo da vitória dos 'foxes'.

Em Londres, o West Ham não foi além de uma igualdade a dois golos com o também londrino Crystal Palace, que conseguiu sempre responder às desvantagens no encontro, face a um ‘bis’ de Callagher (58 e 70). Pablo Fornals e Michail Antonio marcaram para os ‘hammers’.

Apesar do empate, a equipa de David Moyes lidera provisoriamente a Premier League, com sete pontos - mais um do que Liverpool e Chelsea que hoje se defrontam -, em igualdade com o Everton, que se deslocou ao sul de Inglaterra para superar o Brighton.

Os avançados Demarai Gray, aos 41, e Calvert-Lewin, aos 58, anotaram os golos dos ‘toffees’ no Amex Stadium, onde o médio luso André Gomes foi opção para o treinador Rafa Benitez no decorrer da segunda parte.

O duelo entre Aston Villa e o recém-promovido Brentford terminou com um empate a um golo, depois de Ivan Toney (sete) ter colocado os visitantes em vantagem, que foi desfeita por Emiliano Buendia (13).

Em St. James’ Park, o Newcastle parecia encaminhado para somar o primeiro triunfo na prova, quando Saint-Maximin fez o segundo tento dos ‘magpies’, aos 90 minutos, mas que de pouco valeu, já que Ward-Prowse, de penálti, garantiu um ponto para os ‘saints’.

Antes, Callum Wilson (55) adiantou os anfitriões e Elyounoussi (74) respondeu para visitantes.

No jogo de abertura da terceira ronda, O Manchester City goleou em casa o Arsenal, por 5-0, muito por culpa da expulsão do médio Xhaka, aos 35 minutos.

A equipa treinada por Mikel Arteta saiu derrotada das primeiras três rondas da Premier League pela primeira vez desde a temporada 1954/55. Além disso, os londrinos ainda não conseguiram marcar golos e sofreram nove.

No Etihad Stadium, em Manchester, o resultado começou a ser construído ainda dentro dos primeiros 10 minutos, quando Gundogan (sete) correspondeu de cabeça a um cruzamento de Gabriel Jesus, que viria a fazer o terceiro dos ‘citizens’, aos 43, já depois de Ferran Torres (12), pelo meio, ter batido Bernd Leno.

Se recuperar de uma desvantagem de dois golos na casa do campeão britânico já seria difícil, mais ficou, quando Granit Xhaka recebeu ordem de expulsão, por entrar a pés juntos sobre o português João Cancelo, que foi titular nos locais, juntamente com Rúben Dias e Bernardo Silva.

No segundo tempo, os ‘gunners’, que contaram com Cédric Soares de início e Nuno Tavares entre os suplentes, limitaram-se a defender e tentar não consentir mais golos, num jogo que parecia interminável. O médio Rodri (53), num belo remate de fora de área, aumentou a vantagem para 4-0, e Torres bisou para fechar a contagem, aos 84.

*Artigo atualizado

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.