Thiago Silva rumou recentemente ao Chelsea, vindo do Paris Saint-Germain, o mais recente clube de uma carreira que já conta com 648 jogos realizados ao serviço de oito clubes diferentes.

Apesar de já somar sete ligas francesas, uma Serie A, uma Copa América e uma Taça das Confederações no currículo a carreira do defesa brasileiro passou por momentos bem complicados no ano de 2005.  Nesse ano Thiago Silva chegou ao FC Porto, vindo do Juventude, do Brasil, tendo realizado 14 jogos pela equipa B dos dragões, onde já padecia de tosse e alguns sintomas de Tuberculose.

A doença foi confirmada quando o defesa já estava em Moscovo, onde rumou por empréstimo ao Dínamo. O que se seguiu é descrito pelo jogador como um dos momentos mais difíceis da sua vida, onde viu a carreira por um fio.

"Foi uma das piores experiências da minha vida. Em 2005 a minha vida podia ter acabado, mas graças a Deus superei a doença e hoje posso dizer que saí vitorioso tanto a nível profissional como pessoal. Tinha o sonho de criança de ser futebolista profissional e quando tive Tuberculose parecia que o sonho tinha chegado ao fim. Agora posso dizer que sou um campeão não só no futebol, mas também na vida", contou.

O jogador recordou ainda o que o médico lhe disse à saída do hospital.

"Graças a Deus que tive a força para superar e curar-me. É difícil falar disto porque me traz recordações. Recordo o meu último dia no hospital. O médico disse que não me tinha curado, que precisava de uma operação de pulmão e que a minha carreira de futebolista acabaria. Mas graças a Deus, e ao especialista, pouco a pouco fui melhorando e voltando. Pouco a pouco, com dedicação, consegui jogar futebol. Foi difícil".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.