O juiz Christopher Floyd considerou “desprovido de escrúpulos” o comportamento dos donos do recordista de títulos de campeão inglês de futebol, que tinham interposto a providência cautelar num tribunal de Dallas.

O tribunal da capital inglesa ordenou que os donos do Liverpool retirem a providência cautelar até às 16 horas de sexta-feira, sob pena de incorrerem em desrespeito pelo tribunal.

A decisão do tribunal londrino reforça a possibilidade de da venda do Liverpool à empresa NESV (New England Sports Ventures), proprietária da equipa de basebol norte-americana Boston Red Sox.

A proposta da NESV de 300 milhões de libras (perto de 341 ME) é a única em cima da mesa, depois de o milionário de Singapura Peter Lim ter retirado a oferta de 320 milhões de libras (363 ME).

O Liverpool, detentor de 18 títulos de campeão inglês de futebol, está a protagonizar o pior arranque de campeonato desde 1953, ao ocupar a 18.ª e antepenúltima posição, após sete jornadas.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.