William voltou à Inglaterra para jogar no Fulham, pouco tempo depois de ter regressado ao Brasil para atuar no Corinthians. O médio de 34 anos durou pouco tempo no Timão e, em entrevista ao 'The Athletic', explicou o regresso à Londres.

"A situação no Brasil ficou difícil quando perdemos alguns jogos. Num jogo, não tive o melhor desempenho e as pessoas começaram a ir para as redes sociais e atacaram a minha família. A partir dali, comecei a pensar em deixar o Corinthians e voltar para Inglaterra. Tenho amigos aqui, jogadores com quem joguei, e diziam-me para voltar. E também sabia que a Premier League é a melhor liga do mundo", começou por dizer.

O jogador brasileiro explicou ainda as diferenças de atitude dos adeptos em lidar com as derrotas no Brasil e em Inglaterra.

"No último ano no Brasil, pensei muito: 'quero viver aqui ou em Inglaterra?'. Não tenho dúvidas disso agora, quero viver em Londres. A minha família adora, eu adoro. Tenho amigos cá e Londres é a minha casa. É o lugar onde amo estar. Tenho tudo aqui. Como família, sentimos que podemos aproveitar a vida aqui. Se tens um mau resultado, isso não vai trazer um mau impacto para a tua vida pessoal. No Brasil, se perdes um jogo, não podes sair de casa, nem ir a um restaurante. Esta é a diferença", frisou.

Na mesma entrevista, o médio de 34 anos do Fulham expressou o desejo de se tornar empresário de futebolistas quando deixar os relvados.

Em Inglaterra, William já representou os londrinos do Arsenal e Chelsea.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.