O Sporting perdeu com o Neuchâtel Xamax no primeiro jogo da pré-época. Os 'leões' marcaram primeiro, mas permitiram a reviravolta dos campeões da Segunda Divisão da Suíça, que estão numa fase já adianta da sua preparação.

No final do encontro, Nuno Presume, um dos adjuntos de José Peseiro, analisou, para a Sport TV, o primeiro encontro da época.

"O primeiro balanço é positivo, tendo em conta todas as condicionantes, embora o mister e todos nós gostássemos de ganhar. Fizemos uma boa primeira parte, acabámos por desperdiçar algumas oportunidades claras para golo. Com 10 dias de treino, sentimos alguma dificuldade e acabámos por perder. Ficámos muito satisfeitos com a prestação", sublinhou Nuno Presume.

No primeiro tempo o Sporting atuou num esquema de 4-3-3, mas evoluiu para um 4-4-2 no segundo tempo, com Jonathan Silva e Bruno Gaspar a atuarem nas laterais do meio-campo. Um modelo ainda longe do que pretende o Sporting, segundo Presume.

"Falta a integração de alguns valores. Há a necessidade de gerir o grupo, os atletas que jogaram mais jogaram 45 min, 60 min e 70 min. Ontem também tivemos jogo. Este estágio é uma triagem daquilo que tem de ficar. É o momento de avaliação e de integração. O Nani chegou hoje e acredito que aqueles que têm vontade de vencer podem levar o Sporting às vitórias", comentou.

Se no primeiro tempo os 'leões' mostraram alguns sinais positivos, no segundo tempo tudo foi diferente. O adjunto de Peseiro explicou que ainda falta tudo à equipa.

"[Falta] o físico, o tático, o estratégico e o psicológico. Temos que melhorar e a partir daí só temos que evoluir. Estamos a trabalhar para isso. A ansiedade é inimiga de quem quer chegar longe", terminou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.