Alan terminou a carreira de futebolista e é, desde hoje, o responsável pelas relações institucionais do Sporting de Braga.

"Um grande clube como o Sporting de Braga precisa de símbolos, de património humano. Temos vários jogadores com essas qualidades, com a mística do que deve ser este clube, e o Alan tem isso tudo, como o têm outros que estão na estrutura, como o Custódio, o Castanheira, o Paulo Jorge, o Wender ou o Abel, o nosso treinador", afirmou o presidente dos bracarenses, António Salvador, em conferência de imprensa.

Numa sala repleta com todos os jogadores do plantel, equipa técnica, ‘staff’ da SAD e demais funcionários, o presidente ‘arsenalista’ notou que "chegou ao fim o ciclo de Alan como jogador", mas o ex-jogador "vai continuar a servir" o clube, agora como responsável das relações institucionais.

"Vai representar o clube nas instituições porque ele tem as qualidades humanas para isso", disse.

Alan, de 37 anos, disse ser com um misto de alegria e tristeza que deu como encerrada a carreira.

"Foi uma decisão bem pensada com a minha família, mas foi difícil e quando começar o campeonato vai ser mais difícil ainda. Era o momento de parar e seguir este caminho. Agradeço aos adeptos todo o apoio que sempre me deram", disse.

Alan revelou ter tido propostas para jogar noutros clubes, mas recusou: "esta é a minha casa, vou dar o meu máximo como sempre dei em campo”.

“Nunca cheguei aqui triste, sempre alegre, era isso que me fazia feliz e acho que contagiava os meus companheiros, espero na nova função fazer isso também”, desejou.

Como momentos mais marcantes da carreira escolheu os dois golos marcados ao Manchester United, em Old Trafford, na Liga dos Campeões (derrota por 3-2), a Taça de Portugal conquistada (2015/16) e a final da Liga Europa perdida, em Dublin, com o FC Porto (2010/11).

"Gostaria de ser lembrado como alguém que dava tudo em campo e sempre com vontade de vencer. Aqui em Portugal, muitos pensam que depois dos 30 anos não se pode jogar, mas eu sou um exemplo de que sim, se pode jogar, sempre com alegria e paixão pelo desporto", disse.

Alan, de 37 anos, jogou nove temporadas no Sporting de Braga, tornando-se no futebolista com mais jogos realizados no clube minhoto.

O brasileiro chegou a Portugal em 2001/02 para representar o Marítimo, clube onde jogou quatro temporadas, ingressando depois no FC Porto, onde, em duas épocas, foi bicampeão nacional (2005/06 e 2006/07).

Emprestado ao Vitória de Guimarães em 2007/08, veio para Braga na época seguinte.

No total, jogou durante 16 épocas no futebol português, sendo o estrangeiro com mais partidas realizadas no campeonato luso.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.