"Há poucos minutos informamos a federação chilena [de futebol] do nosso desejo de não jogar a partida. A resposta merece o meu respeito. Disseram-nos que eles teriam feito o mesmo se estivessem no nosso lugar", anunciou o presidente da federação de futebol da Alemanha, Theo Zwanziger.

O dirigente federativo explicou que conversou com os jogadores da selecção durante a manhã de hoje e que ficou claro que precisavam de tempo antes de estarem em condições de jogar.

"Tivemos uma conversa que desmente o estereótipo de que os jogadores só pensam na sua profissão. Era claro para todos que precisavam de tempo antes do confronto. Chegamos à conclusão de que nestas condições não podemos jogar o amigável contra o Chile", acrescentou Zwanziger.

O director da selecção alemã, Oliver Bierhoff, numa declaração à imprensa em que terminou em lágrimas, sublinhou que todos os jogadores estão muito afectados, destacando os casos de Michael Ballack e de Per Mertesacker.

"Michael Ballack conhecia Robert desde os 13 anos e Per Mertesacker compartilhou muitas coisas com ele nos seus tempos de Hannover", afirmou Bierhoff.

O responsável garantiu ainda que ninguém na selecção teve nenhum motivo para pensar que Robert Enke sofria de depressão.
Theo Zwanziger disse que a federação de futebol fará tudo o que estiver ao seu alcance para evitar que um desportista de elite chegue a este extremo.

Desde terça-feira que "nos acompanha a pergunta: porquê?", afirmou, acrescentando: "Eu não posso responder-lhe, mas sei que devemos a Robert Enke fazer tudo o que esteja ao nosso alcance para que um desportista não chegue a uma decisão deste tipo, em que não vê outra alternativa".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.