Luís Filipe Vieira esteve no Brasil, a convite da Federação Paulista de Futebol, falou com Wesley, jogador do Santos, mas o agente do futebolista já fez saber que “o acordo com o Werden Bremen está próximo”, considerando, mesmo assim, que “não é impossível o Benfica reverter a situação”. Para isso terá de cobrir os oito milhões do clube alemão, algo que Luís Filipe Vieira já mostrou não estar disposto a cobrir.

Wesley foi a primeira opção para substituir Ramires, agora no Chelsea, mas dado o actual cenário, o Benfica procura outras alternativas.
Elias, de 25 anos, a actuar no Corinthians, que Mano Menezes, actual seleccionador brasileiro, comparou a Ramires, poderá vir por valores inferiores aos que o Santos pedia por Wesley, a rondar os cinco milhões de euros. Ou então Maylson, quatro anos mais novo, campeão sul-americano de sub-20, joga no Grémio de Porto Alegre e admitiu que vir para o Benfica “seria um sonho”.

O empresário do jogador, Jorge Machado, vê com bons olhos uma mudança para a Luz.

“O Benfica seria um clube muito bom para Maylson. Quem não conhece? É um grande, um histórico do futebol europeu e mundial. E já tem muitos brasileiros jogando aí, a adaptação seria fácil. Seria óptimo para ele”, disse o agente FIFA em declarações a A Bola, acrescentado que o valor seria de “menos sete milhões de euros, valor da cláusula de rescisão com o Grémio”.

Jorge Machado e o presidente do Grémio de Porto Alegre salientara, contudo, que não houve ainda contactos oficiais por parte do Benfica.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.