Oito jogos, sete vitórias, um empate. Foi assim que o Sporting fechou o seu registo de pré-época, ao vencer por 3-2 o Lyon no Troféu dos Cinco Violinos. Os campeões nacionais em título parecem, assim, preparados para o embate de 31 de julho com o Sp.Braga, em Aveiro, para a Supertaça, que marcará o início oficial da temporada.

No Lyon, o Sporting terá encontrado o seu mais duro teste de preparação. Quarta classificada da última edição da Ligue 1, a formação gaulesa criou alguns problemas defensivos aos 'leões', mostrando que Rúben Amorim terá ainda alguns pormenores a afinar. Mas, ao mesmo tempo, o treinador dos 'verdes e brancos' terá ficado bem satisfeito com outros aspetos.

A começar pela capacidade de reação da equipa. Apesar de se terem visto em desvantagem cedo no jogo, com a velocidade do ataque do Lyon a causar dificuldades, os jogadores do Sporting não tardaram a virar o resultado, partindo depois para um triunfo que podia ter acabado por ser bem mais dilatado do que aquilo que o resultado final demonstra.

E a forma como os golos foram obtidos também terá agrado a Amorim, com aqueles que se espera venham a ser os homens golo da equipa ao longo da época - Paulinho e Pedro Gonçalves - a marcarem na sequência de jogadas que contaram com pormenores que atestam a qualidade do plantel às ordens do técnico leonino.

O jogo: Paulinho e 'Pote' fizeram jus ao rótulo de goleadores

Apesar de até ter sido o Sporting a criar o primeiro momento de 'frisson' junto de uma das áreas, com Pedro Gonçalves a intercetar um atraso a um, os campeões nacionais tardaram em acertar marcações na defesa e a meio-campo (onde Matheus Nunes fez companhia a João Palhinha) e foi o Lyon o primeiro a marcar. Estavam decorridos oito minutos e, na sequência de uma bonita jogada de envolvimento, Dembélé surgiu entre Coates e Feddal, atrasou de calcanhar para Aouar surpreendendo a defesa leonina e o médio, de primeira, rematou sem hipóteses para Adán.

Mas, muito por culpa do excelente entendimento mostrado pelos três homens da frente - Amorim apostou em Jovane Cabral para fazer companhia a Pedro Gonçalves e Paulinho - o Sporting não tardou a reagir, responder, criar perigo, marcar e virar mesmo o marcador.

FOTOS: Coates tomou-lhe o gosto e levantou mais uma taça. Foi assim que o Sporting ergueu o Troféu Cinco Violinos
FOTOS: Coates tomou-lhe o gosto e levantou mais uma taça. Foi assim que o Sporting ergueu o Troféu Cinco Violinos
Ver artigo

Paulinho começou por atirar ao poste e Pedro Gonçalves por ver Anthony Lopes, guarda-redes do Lyon, negar-lhe o golo, mas o empate surgiu aos 30 minutos, quando Jovane, com um fantástico passe de trivela na esquerda desmarcou Pedro Gonçalves na direita e este serviu Paulinho que, com alguma felicidade, viu a bola chegar-lhe mesmo aos pés e, com classe, fez o 1-1.

A cambalhota no resultado chegou logo depois, na sequência de um passe fantástico de Gonçalo Inácio, que isolou Pedro Gonçalves, permitindo a este finalizar com classe. O Sporting não abrandou, somou mais algumas ocasiões de golo e fez o 3-1 novamente por Paulinho, a passe de Pedro Gonçalves, em mais uma bonita jogada que contou ainda com a participação de Nuno Mendes. Outros golos poderiam ter surgido, mesmo já com várias mexidas na equipa, valendo ao Lyon mais um punhado de grandes defesas de Anthony Lopes.

Antes do apito final, foi o Lyon quem voltou a marcar, por uma cara bem conhecida de Alvalade: Islam Slimani, que tinha saltado do banco do conjunto gaulês um pouco antes. Um golo que, contudo, não abalou o que de bom o Sporting fez no jogo. Os leões passaram com nota positiva no último teste e voltaram a erguer o 'seu' troféu. Sábado, dia 31, é a sério, contra o Sp.Braga.

O Momento: cambalhota no marcador

Paulinho tinha restabelecido a igualdade três minutos antes quando Gonçalo Inácio, com um passe longo de grande nível, lançou em profundidade Pedro Gonçalves que, isolado, correu em direção da grande área do Lyon e, na cara de Anthony Lopes, rematou certeiro, com grande classe, para o 2-1, lançando o Sporting para a vitória.

Destaques: Um trio de ataque endiabrado e um guarda-redes inspirado

Rúben Amorim apostou em Jovane Cabral, Pedro Gonçalves e Paulinho para o ataque e o trio correspondeu, mostrando um excelente entendimento na frente e dando muitas dores de cabeça à defesa do Lyon. Jovane esteve no início do lance do primeiro golo, Paulinho bisou e 'Pote' marcou um e fez uma assistência (e meia).

Do lado do Lyon, o destaque vai também para um português: Anthony Lopes não teve qualquer tipo de responsabilidade nos três golos que sofreu e efetuou pelo menos uma mão cheia de defesas que impediram o Sporting de avolumar o marcar e possibilitaram que os gauleses saíssem de Alvalade com uma respeitosa derrota por 2-3.

Declarações: Rúben Amorim diz-se pronto para o arranque da época, Slimani feliz por voltar a Alvalade

Rúben Amorim: "Estamos mais experientes e somos mais cobiçados"

Slimani: "O Sporting é a minha casa, é sempre bom voltar"

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.