Depois de empatar com o Inter e com o Moreirense, Roger Schmidt sabe que a margem de erro é praticamente nula. Nula, porque corre o risco de ser ultrapassado pelo FC Porto e ver fugir o Sporting (ainda mais) na liderança do campeonato, mas sobretudo porque nas últimas semanas tem subido o tom das críticas dirigidas ao técnico alemão. Em causa estão as escolhas dos onzes, mas também as opções que toma durante os jogos.

À 13.ª jornada, o Benfica encontrará um Farense tranquilo na tabela, orientado por um treinador experiente, José Mota, que para além de vencer o SC Braga esta época já criou muitas dificuldades a FC Porto e e Sporting. A pressão, essa, estará como sempre do lado de quem carrega o favoritismo e, neste caso, alguma pressão adicional face aos últimos resultados e recentes exibições. E por falar em pressão, o facto de jogar antes dos rivais tem esse aperitivo extra de poder fazer o que lhe compete e esperar que os outros não façam o mesmo... pelo menos tão bem.

Roger Schmidt já fez saber que não sente o lugar em risco e que o campeonato é uma maratona, não um sprint. Mas para não perder a maratona, importará também não comprometer em demasia o ritmo no início da corrida. Há sempre o risco de Schmidt chegar tarde à meta. Isto se lá chegar.

Momento de forma

Benfica

É com o peso de dois empates consecutivos que o Benfica aponta ao regresso a casa com uma única missão: vencer. Depois dos dois pontos deixados em Moreira de Cónegos no passado domingo, o campeão nacional em título deixou escapar a liderança para o Sporting (31 pontos), agora isolado na frente com mais dois pontos do que as águias (29 pontos). Logo atrás surge o FC Porto com 28 pontos.

Até agora, no campeonato, os encarnados somam 9 vitórias, 2 empates e uma derrota. Em 12 jogos, destaque para os triunfos diante dos rivais diretos, FC Porto (1-0) e Sporting (2-1), ambos em casa. Em sentido inverso, repartiu os pontos frente ao Casa Pia (1-1) e Moreirense (0-0). A maior mancha no percurso aconteceu logo na estreia do campeonato, na cidade do Porto, diante do Boavista. (3.2)

Por cá, o Benfica mantém-se em prova na Taça de Portugal e na Taça da Liga, enquanto lá fora ainda luta pelo acesso à Liga Europa, que será discutido na última jornada na Liga dos Campeões diante dos austríacos do Salzburgo. Uma tarefa que não se adivinha fácil.

Depois de repetir os onzes nos últimos dois jogos (dois empates), é expectável que Roger Schmidt avance com algumas alterações na equipa frente ao Farense. Para o encontro com o 8.º classificado da Liga, Alexander Bah deve manter-se fora das opções por lesão; uma baixa de relevo que tem obrigado a adaptação de Aursnes a lateral-direito, opção que tem gerado algumas críticas entre a nação encarnada.

Dúvida também no ataque: caso entre de início, Tengstedt chegará à quarta titularidade consecutiva, mas interessa lembrar que no banco há também Arthur Cabral, por norma suplente utilizado, e Peter Musa. Tem estado na sombra, mas a aposta no croata pode ser uma das surpresas na equipa inicial escolhida pelo técnico alemão.

Farense

Nos últimos cinco jogos do campeonato soma três vitórias, uma derrota e um empate. Na última partida, recebeu e perdeu com o Vitória SC por 1-2, sendo que jogou em inferioridade numérica a partir dos 63 minutos. A equipa orientada por José Mota é 8.ª classificada da Liga, soma atualmente 16 pontos, fruto de 5 vitórias, 1 empate e 6 derrotas.

No percurso dos leões esta temporada, destaque para a vitória caseira frente ao SC Braga por 3-1. E para as derrotas cedidas a muito custo a Sporting (2-3) e FC Porto (2-1). No caso dos leões, o golo da vitória chegou aos 90 minutos através de uma grande penalidade convertida por Gyokeres. Enquanto no Dragão, o Farense apenas vergou aos 90+10 após um golo de Iván Marcano.

Na Taça de Portugal, o Farense caiu na terceira ronda aos pés do Vilaverdense (3-2), enquanto na Taça da Liga já não tem qualquer chance de se apurar para a final-four.

José Mota tem quase todos os jogadores disponíveis para o duelo com os atuais campeões nacionais. Destaque apenas para duas ausências confirmadas: o médio Fabrício Isidoro, expulso por acumulação de amarelos na ronda anterior, e o avançado Zé Luís, a recuperar de uma cirurgia à clavícula direita.

Histórico de confrontos

Ao todo, Benfica e Farense encontram-se em 53 ocasiões, 48 delas para a Liga Portuguesa. O histórico é amplamente favorável às águias. Analisando exclusivamente os jogos do campeonato, os encarnados somam 32 vitórias e apenas 6 derrotas. A supremacia do clube lisboeta torna-se mais evidente nos jogos em casa: 24 jogos, 21 vitórias.

Para além dos dois empates, destaque para o triunfo solitário da equipa do Algarve. Aconteceu na época 95/96: Jorge Soares marcou o golo da vitória histórica do Farense em pleno estádio da Luz, diante do Benfica de João Pinto, Kenedy, Dimas, Valdo ou Michel Preud’homme.

O último encontro entre as duas equipas teve lugar em Faro na época 20/21, para o campeonato. À 20.ª jornada, o jogo terminou empatado a zero. Na mesma temporada, mas na primeira volta, o Benfica penou para vencer em casa. 3-2 foi o resultado final à 3.ª ronda da Liga. Um campeonato que acabaria por ser conquistado pelo Sporting, 19 anos depois.

O que disseram os treinadores

Roger Schmidt, treinador do Benfica: "Acho que o Farense mereceu a subida à 1.ª Liga e já mostraram esta época que isso não foi uma coincidência. Têm muita qualidade, esperamos um jogo diferente daquele da semana passada, mas o Farense é uma equipa que torna a vida muito difícil aos adversários. Estão confiantes, começaram muito bem a temporada. No nosso estádio, estamos sempre à espera de uma equipa que jogue sem nada a perder e com vontade de surpreender. A nossa tarefa vai ser fazer um bom jogo desde o primeiro minuto, mostrar que estamos em forma e levar os três pontos"

José Mota, treinador do Farense: "Vai ser extremamente difícil, mas penso que temos capacidades, até pelo que temos feito no nosso campeonato, não só para enervar o Benfica como também impor, muitas vezes, a nossa filosofia de jogo, a nossa mentalidade, o nosso critério, que penso que nos têm dado muito bons resultados"

Miguel Nogueira, da Associação de Futebol de Lisboa, é o nomeado para apitar o encontro. Tiago Martins estará no VAR através da Cidade do Futebol.

O Benfica-Farense está marcado para esta sexta-feira, às 18h, no Estádio da Luz.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.