O Estoril recebe este sábado o Benfica no Estádio António Coimbra da Mota, em partida relativa à oitava jornada da Primeira Liga. Será a estreia do treinador Vasco Seabra ao comando dos canarinhos em jogos caseiros, perante um adversário que, apesar da sempre motivadora vitória no clássico diante do FC Porto, chega de uma derrota em Milão para a Liga dos Campeões.

Apesar da derrota diante do Vitória de Guimarães na ronda anterior, o Estoril mostra um crescendo de forma e na qualidade do seu jogo. Um bom resultado diante dos campeões nacionais poderá confirmar o bom momento exibicional que a equipa da Linha atravessa.

Para tentar ultrapassar o desaire europeu, o Benfica visita um reduto de onde saíram com a vitória por nove ocasiões nos últimos dez embates. No plano teórico, este poderá ser mesmo o adversário ideal para os encarnados voltarem aos triunfos.

Momento de forma

O Estoril-Praia chega a esta partida após uma amarga derrota sofrida diante do Vitória de Guimarães, num jogo onde esteve a vencer por 0-2, mas acabou por permitir a reviravolta dos vimaranenses. Apesar da derrota, a equipa mostra sinais de melhorias sob o comando de Vasco Seabra, treinador que alcançou uma vitória na Vila das Aves para a Taça da Liga na sua estreia no clube estorilista.

Apesar de melhorias exibicionais, os canarinhos precisam desesperadamente de transformar o bom futebol em pontos, por forma a fugir ao penúltimo lugar do campeonato, no qual ainda apenas somaram quatro pontos. Para tal, o Estoril deverá focar-se mormente na sua eficácia defensiva. Se, por um lado, a equipa da Linha é o sexto melhor ataque da Liga com 14 golos marcados, por outro é a segunda pior defesa com 18 golos sofridos, melhor apenas que o 'lanterna-vermelha' GD Chaves.

Já o Benfica chega à Amoreira após uma semana agridoce. Os encarnados alcançaram uma importante vitória no clássico diante do FC Porto, ultrapassando o rival na classificação, mas, poucos dias depois, perderam em casa do Inter de Milão na segunda jornada da Liga dos Campeões, complicando as contas do clube da Luz no que toca à qualificação para a fase seguinte da prova.

Para além disso, o jogo de Milão trouxe ainda duas prováveis baixas para a partida deste sábado. Alexander Bah e Ángel Di María saíram lesionados do encontro com o Inter e deverão ser cartas fora do baralho de Roger Schmidt para o jogo no Estoril.

Histórico de confrontos

O Benfica visita este sábado um adversário de boa memória, isto se atendermos ao histórico de partidas entre as duas equipas. Com efeito, das 69 ocasiões em que os dois clubes se encontraram, os encarnados venceram por 53 vezes contra apenas 4 dos canarinhos, sobrando ainda 11 empates.

Se atentarmos apenas ao campeonato, a predominância das águias permanece, com 41 vitórias em 56 jogos, sobrando ainda os 11 empates e 4 vitórias estorilistas supracitadas. Curioso realçar que, dos quatro triunfos da equipa da Linha, apenas um foi alcançado em casa e data de 1946, jogo onde o Estoril goleou o clube da Luz por 6-3.

Desde então o Benfica tem colecionado vitórias nas visitas à Amoreira, somando 21 triunfos em 28 deslocações. Desse rol, um dos resultados mais desnivelados deu-se precisamente na época passada com o Benfica a vencer por 1-5, graças aos golos de Petar Musa, João Mário, Ristic, e ao 'bis' de António Silva.

O que dizem os treinadores

Vasco Seabra, treinador do Estoril: "Espero um Benfica mais idêntico ao que tem sido o campeonato, não vou esconder isso. Apesar das características individuais dos jogadores mudarem um pouco o que são os movimentos ou os lugares onde solicitam a bola, em termos globais penso que o jogo do Benfica manter-se-á"

Roger Schmidt, treinador do Benfica: "Espero sempre um jogo difícil. Creio que o Estoril já demonstrou que pode jogar bom futebol e marcar golos. Têm tido algum azar. Têm um novo treinador e muitos jogadores novos. Mas temos todas as chances de ganhar este jogo. É um jogo muito importante para nós antes da pausa para as seleções"

O árbitro

André Narciso foi o árbitro escolhido para apitar esta partida. O juiz da Associação de Futebol de Setúbal será auxiliado por Vasco Marques e Hugo Marques. A equipa de vídeo-arbitragem é composta por Rui Costa e Carlos Martins.

É a primeira vez que André Narciso apita qualquer uma das equipas. No seu histórico, os estorilistas somam por derrotas todos os jogos onde o juiz esteve presente, no âmbito dos campeonatos nacionais. Cenário inverso ocorre com o Benfica, que soma por triunfos todas as partidas realizadas.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.