O Boavista, oitavo colocado, com 11 pontos, visita o FC Porto, segundo, com 23, menos um face ao líder Benfica, no sábado, às 17 horas, no Estádio do Dragão, no Porto, em jogo da 10.ª jornada da I Liga, com arbitragem de Tiago Martins, da associação de Lisboa.

Se o FC Porto não perder contra os axadrezados irá completar um ano inteiro sem sofrer uma única derrota no campeonato, tornando-se a única equipa europeia do momento a consegui-lo.

A última vez que os dragões perderam na I Liga foi a 30 de outubro de 2020, contra o Paços de Ferreira, por 2-3. Nesse jogo, foi Bruno Costa, que entretanto regressou ao clube onde completou formação, que marcou o golo da vitória pacense na conversão de uma grande penalidade.

Desde então, o FC Porto somou 28 triunfos e nove empates ao longo de 37 jornadas.

Guia de Forma

O FC Porto vem de uma derrota na Taça da Liga, contra o Santa Clara, depois de quatro vitórias consecutivas, e que ditou a eliminação dos azuis e brancos da prova da Liga Portugal.

Quanto ao campeonato português, o FC Porto soma quatro vitórias consecutivas, tendo vencido vos quatro jogos realizados em casa nesta edição. É a única equipa da prova 100% vitoriosa como anfitriã.

O FC Porto não perde há 37 jogos para a I Liga, tendo marcado em todos os jogos realizados esta época. A equipa de Sérgio Conceição tem o melhor ataque desta edição, com 21 golos marcados.

Já o Boavista não vence há quatro jogos e na I Liga não ganha há seis partidas, somando três empates consecutivos.

Para o campeonato, o Boavista empatou cinco dos seis últimos jogos e ainda não ganhou fora de casa nesta edição.

Histórico de confrontos

FC Porto e Boavista disputaram 116 jogos, com 82 vitórias dos dragões, 17 empates e 17 triunfos dos axadrezados.

No Estádio do Dragão, o FC Porto apresenta forte vantagem nos duelos frente ao Boavista FC: 57 vitórias em 72 jogos. Os boavisteiros somam cinco triunfos.

Na soma de todas as competições, os dois emblemas da cidade do Porto já se defrontaram por 142 vezes, com os portistas a apresentarem clara vantagem: 97 vitórias, contra 23
triunfos dos axadrezados.

O FC Porto está invicto frente ao Boavista há 17 jogos.

Nos 14 últimos jogos frente ao Boavista, os dragões venceram 13 ocasiões. Na época passada, o Boavista empatou 2-2 no Estádio do Dragão, num jogo em que esteve a vencer por 0-2.
Para o campeonato, o Boavista só venceu por duas vezes em casa do FC Porto, a última em 2004-05 (0-1), naquela que foi a 1.ª derrota do FC Porto no Estádio do Dragão

A última vitória do Boavista frente ao FC Porto foi em 2006-07, quando venceu no Estádio do Bessa Séc. XXI por 2-1.

O que disseram os treinadores

O treinador do FC Porto garantiu que o espírito de compromisso dos jogadores tem que estar sempre presente, ou ficam de fora.

“O espírito de compromisso tem de estar patente no nosso dia a dia, quem não o tiver não acompanha a equipa. Há características que são básicas e fundamentais no futebol. A concentração competitiva, foco no jogo, estar alerta dentro no mesmo, pensar que cada lance pode ser decisivo e por isso tem que estar sempre no limite, é básico. Quando não o sentem, não estão com o grupo, ficam de fora”, garantiu Sérgio Conceição.

Em conferência de imprensa, o técnico portista salientou ainda que houve tempo para preparar o encontro, apesar do jogo na terça-feira com o Santa Clara, a contar para a Taça da Liga, e salientou que o estado de espírito devido à derrota (3-1) não pode interferir.

O treinador João Pedro Sousa pediu aos futebolistas do Boavista que consigam “controlar a pressão” do FC Porto através da sua “competência técnica, tática e emocional”.

“Se quisermos falar muito friamente de uma estratégia global, passa pela capacidade de ter bola e desorganizar o FC Porto e a sua pressão, que é forte e constante. Seria o ideal fazer isso em vários momentos e em zonas longe da nossa baliza. Se não, vamos sofrer muito e, se começarmos a sofrer demasiado, a probabilidade de consentir golos é muito grande, dada a capacidade do adversário”, frisou o técnico, em conferência de imprensa.

Os ‘axadrezados’ encaram o duelo da cidade Invicta após três empates consecutivos no campeonato, antecedidos pela derrota no terreno do Benfica (1-3, à sexta ronda), numa fase em que visam “um futebol mais dinâmico e agressivo” para ganharem mais vezes.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.