Guerreiros e leões medem forças na ronda inaugural do campeonato pela primeira vez na história da competição. O SC Braga arranca o campeonato como novo comando técnico mas com a maioria do núcleo duro do plantel, e ainda caras novas e muita juventude para acrescentar qualidade aos arsenalistas.

No Sporting a estrutura mantém-se com Rúben Amorim a iniciar a sua terceira temporada ao serviço dos leões, e de olhos na recuperação do título de campeão nacional. Apesar de ter feito alguns ajustes no plantel, a equipa de Alvalade tem também os seus pontos de interrogação no que à formação da equipa diz respeito.

Apesar de todas estas dúvidas, guerreiros e leões têm objetivos bem vincados e que em pouco diferem dos traçados nos últimos anos.

O Sporting de Braga, com a quarta posição consolidada no panorama do primeiro escalão continuará a tentar encurtar distâncias para com os crónicos candidatos, procurando até intrometer-se na luta pelos lugares cimeiros com os 'três grandes'.

Já o Sporting entra na nova temporada com óbvias ambições de reconquistar o título. Depois de falhar o 'bicampeonato' na época passada, os leões querem voltar rapidamente ao lugar cimeiro do futebol português.

Momentos de forma: Minhotos vitoriosos e leões intermitentes na pré-época

O Sporting de Braga teve, no cômputo geral, uma pré-temporada positiva no que a resultados diz respeito; em sete partidas de preparação, os minhotos somaram seis vitórias e apenas uma derrota.

Os triunfos começaram diante da Oliveirense por 2-6, seguiram-se Vizela e Arouca com duas vitórias por 2-3; as vitórias continuaram diante de emblemas ingleses por 3-0 e 2-1 diante de Middlesbrough e Bournemouth, respetivamente.

A senda de vitórias foi interrompida diante do Portimonense com uma derrota por 2-0, sendo retomada no jogo de apresentação aos adeptos diante do Celta de Vigo com um triunfo por 2-0. No total foram 19 golos marcados e dez sofridos.

O Sporting teve uma pré-época mais preenchida com a realização de onze partidas particulares, das quais resultaram cinco triunfos, cinco empates e uma derrota. Dos cinco triunfos, destaque para a vitória diante da AS Roma de José Mourinho por 3-2 no Estádio do Algarve.

Os leões estiveram em bom nível diante de equipas como Villareal, Wolverhampton ou Sevilha, acumulando empates a um golo diante dos três emblemas. À semelhança do Sporting de Braga, também a única derrota dos leões na pré-época foi diante do Portimonense, e também por 2-0. No total, o clube de Alvalade contabilizou 17 golos marcados e dez sofridos.

Histórico de encontros

O jogo deste domingo será o número 133 entre os dois emblemas. Os leões têm vantagem na soma dos confrontos com 83 triunfos, contra 30 dos bracarenses, sobrando ainda 19 empates. Se olharmos para os jogos realizados na Cidade dos Arcebispos, a diferença entre os clubes é menor. Com efeito, dos 66 jogos realizados, o Sporting continua com vantagem no confronto directo (32 vitórias), contra 22 dos bracarenses, e ainda doze empates.

De notar que, nos últimos anos, houve sempre um vencedor quando as equipas se encontraram em Braga. Assim, e para encontrar um empate entre guerreiros e leões no Minho temos de recuar ao ano de 1994; aí deu-se um empate a um, com os golos a serem marcados por Fernando Pires e Luís Figo. Desde então um dos clubes tem levado a vitória para casa sempre que se encontram.

O maior triunfo dos leões em Braga foi de 5-0 e data de 1957, com golos de Fernando Travassos, João Martins e um 'hat-trick' de Vasques. Quanto aos bracarenses, a vitória mais volumosa foi de 3-0, corria a temporada 2007/2008; Frechaut, Roland Linz e Jorginho fizeram os golos da vitória arsenalista.

O que dizem os treinadores

Artur Jorge

“É um jogo que perspetivo que possa ser equilibrado. Vão estar duas boas equipas em confronto, com ambições altas para a próxima temporada. Temos respeito pelo Sporting, sabemos da sua valia, mas temos noção do que podemos fazer, esse é o nosso foco, saber o que podemos fazer enquanto equipa. Vamos procurar ganhar o jogo, como em todos os jogos da temporada”

Rúben Amorim

"Temos um jogo difícil com o SC Braga, mas também fizemos uma pré-época muito difícil para preparar uma temporada que vai ser complicada. Aproveitámos para irmos logo preparando o primeiro jogo, que é o próximo e, como tal, o mais importante. Temos capacidade para vencer qualquer equipa em Portugal e se nos focarmos no que vamos ter de fazer em cada jogo, não pensar no segundo ou no terceiro, podemos dar já uma boa resposta."

Fábio Veríssimo foi o árbitro escolhido para o encontro da Pedreira. Ao seu lado terá os assistentes Pedro Martins e Pedro Mota, o quarto árbitro será Vítor Ferreira. No VAR estará Tiago Martins, auxiliado por Hugo Ribeiro.

O pontapé de saída do SC Braga x Sporting CP está marcado para as 18 horas do próximo domingo, dia 7 de Agosto, no Estádio Municipal de Braga.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.