O primeiro-ministro manifestou hoje "total solidariedade" com o "grande cidadão" e jogador do FC Porto Marega, que no domingo foi vítima de insultos racistas, e salientou que todos os atos de racismo são crime e intoleráveis.

"Todos e quaisquer atos de racismo são crime e intoleráveis. Nenhum ser humano deve ser sujeito a esta humilhação. Ninguém pode ficar indiferente. Condeno todos e quaisquer atos de racismo, em quaisquer circunstâncias", escreveu António Costa na sua conta pessoal na rede social "Twitter".

Em relação ao avançado maliano do FC Porto, o primeiro-ministro manifestou-lhe "total solidariedade", considerando que Marega provou no campo de jogo "ser não só um grande jogador, mas também um grande cidadão".

O avançado Marega pediu para ser substituído, ao minuto 71 do jogo da 21.ª jornada da I Liga, entre o FC Porto e o Vitória de Guimarães, por ter ouvido cânticos e gritos racistas de adeptos da formação vimaranense, numa altura em que os 'dragões' venciam por 2-1, resultado com que terminaria o encontro.

Jogadores do FC Porto e também do Vitória de Guimarães tentaram demovê-lo, mas Marega mostrou-se irredutível na decisão de abandonar o jogo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.