Após a saída de Jan Oblak para o Atlético Madrid, o Benfica ficou "órfão" na baliza. Artur deixou de convencer, perdeu a confiança dos adeptos e os seus erros permanentes fizeram suspirar por um guarda-redes de classe Mundial que pudesse assumir desde logo a baliza do Benfica.

Depois de muitos nomes falados no longo mercado de transferências, entre eles o argentino Romero, a escolha acabou por recair no internacional brasileiro Júlio César, de 35 anos, (Veja as fotos de Júlio César) ele que era um antigo "namoro" do Benfica. Um guarda-redes com muita experiência para uma posição delicada.

Mas antes da chegada de Júlio César, já Artur Moraes "assinava" a sua sentença, ajudando o clube a afundar-se numa pré-época desastrosa, com seis derrotas. O antigo dono da baliza do SC Braga falhou frente ao Athletic Bilbao, Arsenal e Valencia mas acabou por se redimir no primeiro troféu da temporada no desempate por grandes penalidades, ao defender três remates dos jogadores do Rio Ave. Voltou a brilhar nos penáltis ao defender um frente ao Paços de Ferreira, na jornada inaugural da I Liga.

Mas à 3.ª ronda da I Liga, Artur voltou a falhar, "oferecendo" o golo que resultou no empate em casa frente ao rival Sporting. Do banco, Júlio César viu o seu companheiro praticamente a "entregar-lhe" o lugar, num jogo onde o ex-SC Braga mostrou enorme nervosismo.

Na antevisão do encontro com o V. Setúbal, Jorge Jesus deixou no ar que terá chegado a vez de Júlio César tomar conta da baliza "encarnada", mas avisou o antigo guarda-redes do Inter Milão de que terá de melhorar os índices físicos. Por agora, um problema físico vai adiar a estreia do internacional canarinho na baliza "encarnada".

O aviso de Jesus não é inocente. Júlio César já não está no momento de forma que mostrou aquando da sua passagem pelo Inter Milão onde foi treinado por José Mourinho. No clube milanês venceu cinco ligas italianas, quatro Supertaças e três Taças de Itália, além de uma Liga dos Campeões, tendo sido considerado pela UEFA como o melhor guarda-redes na época 2009/2010. Seguiram-se duas épocas no Queens Park Rangers, uma delas na segunda divisão inglesa. Pelo meio, esteve seis meses no Canadá, no Toronto FC, a ganhar forma antes do Mundial2014, onde foi titular pela seleção do Brasil.

Pela seleção canarinha o guarda-redes de 35 anos também acumulou alguns erros, pelo que terá de mostrar muito mais para "roubar" o lugar ao antigo guardião do SC Braga.

Júlio César tem a seu lado o apoio de muitos notáveis do Benfica mas há quem pense que o antigo guarda-redes do SC Braga ainda é a melhor solução. Em entrevista ao SAPO Desporto, Argel, ex-jogador dos "encarnados" e agora treinador do Figueirense, elogiou Júlio César mas referiu que prefere ver Artur como primeira escolha de Jesus para a baliza.

Seja como for, caso a escolha recaia em Júlio César, o guarda-redes brasileiro terá de fazer esquecer Oblak e dar tranquilidade aos adeptos do Benfica. Domingos Paciência espera explorar a dúvida que reina na baliza "encarnada" para levar de vencida a equipa da Luz.

Jorge Jesus tem assim uma boa "dor de cabeça", sendo que apenas as vitórias e os jogos sem sofrer golos poderão levar a tranquilidade à baliza "encarnada". Para já, Júlio César está em vantagem mas terá de convencer a exigente plateia da Luz e mostrar que é melhor que Artur e que Oblak já faz parte do passado.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.