O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, disse esta quinta-feira que o clube não indicou ninguém para a presidência da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), mas apoiará uma eventual candidatura de Fernando Seara.

“O Benfica não indicou ninguém. Aquilo que penso que poderá vir a suceder é Fernando Seara candidatar-se”, disse o dirigente, em entrevista à Antena 1, quando questionado directamente em relação ao presidente da Câmara Municipal de Sintra.

Perante essa possibilidade, Vieira revelou que Fernando Seara terá de certeza o “apoio do Benfica”, mas também de outros clubes, referindo tratar-se de uma pessoa “seríssima e consensual”, que está “muito dentro do desporto nacional e do futebol”.

Vieira reiterou que Seara é uma “opção bastante válida” e “que poderá ser importante para o futebol português no futuro”, deixando ainda um forte elogio ao atual presidente da FPF, Gilberto Madaíl.

“Caso se confirme que Gilberto Madaíl não se irá recandidatar, não queria deixar de dizer que fez um trabalho fantástico na federação, basta ver o que foi no passado e o que foi o presente”, disse.

As eleições para os órgãos sociais da FPF foram pedidas por Gilberto Madaíl e, apesar de não terem ainda data marcada, deverão ocorrer em Janeiro.

Na entrevista, Luís Filipe Vieira, não deixou também de comentar a chegada de Paulo Bento à selecção, referindo estar convicto que o antigo jogador do Benfica e Sporting irá fazer “um grande trabalho”.

“O Paulo de certeza que irá fazer um bom trabalho. Conheço o trabalho que fez no Sporting e não há de certeza português que não deseje a vitória, acho que isso vai acontecer, para bem de todos nós. Estou convicto que foi a opção certa”, sublinhou.

A chamada do médio benfiquista Carlos Martins à selecção foi encarada com naturalidade por Vieira, com o dirigente a dizer que era uma convocatória já merecida anteriormente, pelo trabalho que tem vindo a fazer.

Quando questionado em relação à equipa de futebol, do Benfica, o presidente da SAD “encarnada” deixou elogios ao guarda-redes Roberto, muito criticado nos primeiros jogos, e assegurou que até final da época nenhum jogador sairá do plantel.

Luís Filipe Vieira disse que o Benfica aposta “no projecto desportivo” e que ainda acredita na revalidação do título, depois de um mau início de campeonato que deixou as “águias” com um atraso pontual para o FC Porto.

“Não me deixo abater facilmente. O que aconteceu passou, todos acreditamos que vamos revalidar o título”, disse Vieira.

O dirigente afirmou que o Benfica “está sempre no mercado”, embora não acredite que seja necessário reforçar a equipa em Janeiro.

Com sete jornadas da Liga cumpridas, Vieira elogiou o presidente da Comissão de Arbitragem, Vítor Pereira, na análise pública a dez casos nas primeiras jornadas, em que reconheceu prejuízo dos “encarnados” na derrota com o Guimarães (2-1).

“Ao contrário do que se quis fazer passar não falou só do Benfica, mas de dez casos. Foi uma atitude pedagógica e a intervenção de alguém que quer melhorar”, referiu Vieira, acrescentado que alguém que assume a responsabilidade merece o respeito.

Quanto às queixas do FC Porto, nomeadamente de André Villas-Boas no jogo da última jornada – do qual o técnico portista já fez “mea culpa”, ao assumir que não houve grande penalidade – Luís Filipe Vieira lembrou que houve, mas a favor do Guimarães.

“Neste campeonato já toda a gente se apercebeu que contra o FC Porto não se marcam penalties e a favor do Benfica também não”, disse.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.