O Benfica é o melhor clube português no ranking da UEFA, divulgado esta segunda-feira. Os ´encarnados` são a 9ª equipa com melhor coeficiente na UEFA, atrás do Sevilha, que subiu seis posições e entro no top-ten. A formação da Luz perdeu cinco lugares em relação a 2015/16.

A segunda melhor equipa portuguesa é o FC Porto, que está na 13.ª posição, tendo ganho três lugares em relação ao último ranking. O SC Braga ultrapassou o Sporting e apareceu na 55.ª posição. Os ´leões` caíram 17 lugares e passaram do 40.º para o 57º lugar. A queda do Sporting é explicada pelo facto de ter para a contabilidade os pontos conquistados na temporada de 2011/12, na qual atingiram as meias-finais da Liga Europa.

O ranking tem um novo líder já que o Real Madrid destronou o Barcelona. As duas conquistas da Liga dos Campeões em dois anos seguidos foram decisivas para a ascensão dos merengues, que passaram de um coeficiente de 161,542 para 176,999, registo que constitui um recorde, de acordo com a UEFA. A formação madrilena detém uma vantagem de 22,100 pontos sobre o clube que surge no segundo lugar, o Bayern Munique.

A Juventus, finalista vencido da Liga dos Campeões, subiu quatro lugares e é quinto colocado, atrás do Barcelona e Atlético Madrid, 3º e 4.º, respetivamente. O Chelsea desceu cinco lugares e é 10.º, depois de ter ficado fora das provas da UEFA na época passada.

O Manchester United de José Mourinho subiu do 20.º para o 15.º posto graças ao triunfo na final da Liga Europa. O Mónaco de Leonardo Jardim também teve uma subida de 29 lugares, para o 29.º posto. O Besiktas ganhou 19 lugares (é 43.º).

O ranking das federações, Portugal caiu para o sétimo posto. A lista é liderada pela Espanha que ultrapassou Inglaterra em 2012/2013 e de lá nunca mais saiu. A Alemanha é a segunda melhor federação, seguida de Itália, Inglaterra, França e Rússia, que é sexta.

De acordo com a lista de acesso revista para a reformulação das competições europeias de clubes a partir de 2018, as quatro primeiras federações do ranking vão ter direito, cada uma, a quatro lugares garantidos na fase de grupos da Liga dos Campeões, enquanto as federações que ocupem os quinto e sexto lugares garantem duas entradas diretas nessa fase de grupos e um lugar na fase de qualificação para o clube que terminar no terceiro lugar da respetiva Liga. A partir de 2018, só o campeão de Portugal terá entrada direta na fase de grupos da Liga dos Campeões.

A UEFA explica que a lista de acesso a ser utilizada para alocar as equipas para as competições europeias de clubes de 2017/18 tem por base a posição do respetivo país no ranking de coeficientes de clubes das federações da UEFA no final da época de 2015/16 (que considera o desempenho nas temporadas de 2011/12, 2012/13, 2013/14, 2014/15 e 2015/16). O ranking com os resultados de 2016/17 será utilizado para alocar os clubes em 2018/19.

Nos últimos dez anos só em duas ocasiões os clubes espanhóis não começaram o ano na liderança do ranking da UEFA. Neste período, as federações de Inglaterra e Espanha dividiram a liderança do ranking, com cinco cada.

Ranking de coeficientes de clubes da UEFA: líderes no final das últimas dez temporadas
Temporada: Clube líder/Federação líder
2016/17: Real Madrid/Espanha
2015/16: Real Madrid/Espanha
2014/15: Real Madrid/Espanha
2013/14: Real Madrid/Espanha
2012/13: Barcelona/Espanha
2011/12: Barcelona/Inglaterra
2010/11: Manchester United/Inglaterra
2009/10: Barcelona/Inglaterra
2008/09: Barcelona/Inglaterra
2007/08: Chelsea/Inglaterra

*Artigo atualizado às 17h50

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.