O Benfica entregou à CMVM o Relatório e Contas referente a 2014/15, que está disponível para consulta no site da Comissão.

No documento em questão é possível verificar, entre outros dados, que os 'encarnados' investiram 2,925 milhões de euros no marroquino Adel Taarabt, que se desvinculou do QPR. Segundo explica o Benfica, o valor "engloba os encargos com serviços de intermediação e o efeito da atualização financeira tendo em consideração os planos de pagamento estipulados".

O Benfica ainda sobre o "investimento de 14,4 milhões de euros na contratação de atletas" no início da época, "do qual se destacam as aquisições dos direitos de inscrição desportiva e de 50% dos direitos económicos do atleta Raúl Jiménez ao Atlético de Madrid e dos direitos de inscrição desportiva e de 90% dos direitos económicos do atleta Franco Cervi ao Rosário Central, sendo que este último não integrou de imediato o plantel do Benfica".

De acordo com o mesmo documento, Carcela representou um investimento total de 3,411 milhões, "que engloba a aquisição dos referidos direitos, os encargos com serviços de intermediação e o efeito da atualização financeira tendo em consideração os planos de pagamento estipulados". Já Hany Mukhtar, que chegou em janeiro à Luz. custou 1,106 milhões.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.