De acordo com o jornal Record, Simão é o grande sonho dos responsáveis do Benfica para a próxima temporada. O extremo português saiu em 2007 (após seis épocas) por 20 milhões de euros e nunca escondeu que gostaria de regressar à Luz para terminar a carreira.

Após completar 30 anos em Outubro, Simão poderá estar perto de voltar à Luz, onde deixou um 'acordo de cavalheiros' com o presidente Luís Filipe Vieira desde o dia em que saiu. Para tal, estaria disposto a baixar o elevado salário que aufere no At. Madrid - quase 400 mil euros por mês. À sua espera estará também a braçadeira de capitão, que Nuno Gomes e Luisão 'herdaram' depois da sua saída.

A operação financeira será, todavia, complexa, pois Simão é uma das 'jóias' dos colchoneros, a par de Kun Agüero e Forlán. No entanto, os encarnados pensam canalizar parte da verba da provável venda de Di María e abater os 25 por cento que detêm do passe de José Antonio Reyes na transferência.

O extremo argentino tem uma cláusula de rescisão de 40 milhões de euros, mas a quantia que entrará nos cofres encarnados será ligeiramente inferior, pois 10 por cento do passe pertence à Gestifute, do empresário Jorge Mendes, que possui grande influência sobre o At. Madrid. Também o interesse de Quique Flores em alguns jogadores que comandou na Luz poderá contribuir para o regresso.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.