O Benfica nega qualquer guerra no interior do clube e afirma que "o tempo é de união e não de passa culpas".

Na newsletter diária dos encarnados, o clube afirma que apesar de Guerra Fria já ter terminado há três décadas "parece perdurar no imaginário de algumas mentes, que, à falta de dados objetivos que sustentem teorias variadas, enveredam por narrativas ficcionais, sem qualquer adesão à realidade". 

Luís Filipe Vieira vai esperar que Jesus apresente demissão
Luís Filipe Vieira vai esperar que Jesus apresente demissão
Ver artigo

Realçando que "não há guerra de qualquer espécie (ou temperatura) no seio do Sport Lisboa e Benfica", as águias afirma que "há muito" que o clube deixou de ser gerido de fora para dentro e que os anos comprovam isso mesmo.

"Sabemos onde estamos e para onde vamos. Conhecemos o contexto em que estamos inseridos e que desafios temos pela frente", acrescentam.

Em termos futebolísticos, o Benfica enumera os objetivos imediatos da equipa que passam por chegar aos 'oitavos' da Liga Europa, alcançar à final da Taça de Portugal e na Liga, "como Jorge Jesus já explicitou, ir de degrau em degrau, trepando na classificação, para no final fazer as contas".

Os encarnados referem que apesar das dificuldades, o clube continua focado "na demanda de recolocar o Benfica no lugar que os benfiquistas desejam e merecem".

Uma das dificuldades que os encarnados consideram que tem vindo a sofrer esta época é o "fenómeno das grandes penalidades, cuja atribuição ao Benfica parece subitamente vedada no Campeonato".

"A última jornada foi apenas mais uma a contribuir para este mistério da aparente impossibilidade de se assinalarem faltas na área dos nossos adversários", acrescentam, antes de apontar a mira ao FC Porto.

"E, como se não bastasse, jornada após jornada, observamos a discricionariedade ao nível dos critérios. Ao FC Porto qualquer toque resulta em penálti, e já são 12, enquanto ao Benfica nenhum, por mais evidente que seja, justifica um castigo máximo ou sequer, nalguns casos, uma apreciação por parte do VAR", notam.

Os encarnados apontam para uma reação de Luís Filipe Vieira, presidente do clube, "sobre estas e outras questões", no próximo domingo, dia de aniversário do Benfica.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.