Os mais resultados recentes do Benfica, aos quais se veio somar o empate na visita ao Farense, que deixou as 'águias' no quarto lugar da I Liga, a 15 pontos do líder  Sporting, está a criar um cada vez maior distanciamento entre Luís Filipe Vieira e Jorge Jesus. Quem o escreve é o jornal 'Record', na sua edição desta terça-feira, acrescentando mesmo que o presidente 'encarnado' estará já a admitir a saída do técnico.

De acordo com aquela publicação, o líder máximo das 'águias' não irá avançar, por si, para a demissão do treinador que esta temporada regressou ao clube, vindo do Flamengo e que tem contrato até junho de 2022, mas não rejeitará um eventual pedido de separação demissão vindo do lado de Jesus.

Ainda segundo o 'Record', Vieira estará desiludido com os recentes resultados que o clube tem apresentado esta temporada dentro de campo, depois de um investimento de mais de 100 milhões de euros em reforços, alguns deles pedidos expressamente pelo treinador, como Lucas Veríssimo.

Vieira estará igualmente pouco satisfeito pelos poucos minutos dados aos jovens formados no clube. Vários acabaram emprestados, por não estarem nas contas de Jesus, e Nuno Tavares e Gonçalo Ramos, que se mantêm no plantel principal, estão longe de ser aposta clara do técnico.

Por outro lado, o mesmo jornal aponta que também Jorge Jesus não estará satisfeito, considerando que a direção do clube da Luz não cumpriu a promessa que lhe fez de colocar à sua disposição uma 'superequipa' e que não foram contratados jogadores para posições-chave.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.